Anúncios

Sentimento Extrovertido (Fe) – ENFJ/ESFJ

Agora temos um Grupo no Facebook

Agora temos um Canal no YouTube

Vou aproveitar que compartilharam uma página que achei muito boa e fazer os posts das 8 funções cognitivas. Traduzirei e adaptarei na íntegra, então se quiserem ver o original que merece todos os créditos esse é o link: MBTI

Não sabe o que é MBTI e está boiando? Clique aqui: MBTI

Para quem não sabe quais funções tem cada tipo, segue a tabela:

Tipo NickName Funções
ESFJ Cônsul/Provedor Fe, Si, Ne, Ti
ESFP Animador/Performer Se, Fi, Te, Ni
ESTP Empreendedor/Promotor Se, Ti, Fe, Ni
ESTJ Executivo/Supervisor Te, Si, Ne, Fi
ENTP Debatedor/Inventor Ne, Ti, Fe, Si
ENTJ Comandante/Marechal Te, Ni, Se, Fi
ENFJ Protagonista/Professor Fe, Ni, Se, Ti
ENFP Ativista/Promotor Ne, Fi, Te, Si
ISTJ Logístico/Inspetor Si, Te, Fi, Ne
ISTP Virtuoso/Artesão Ti, Se, Ni, Fe
ISFJ Defensor/Protetor Si, Fe, Ti, Ne
ISFP Aventureiro/Compositor Fi, Se, Ni, Te
INTJ Arquiteto/Mastermind Ni, Te, Fi, Se
INTP Logicista/Arquiteto Ti, Ne, Si, Fe
INFP Mediador/Curandeiro Fi, Ne, Si, Te
INFJ Advogado/Conselheiro Ni, Fe, Ti, Se

 

Fe dominante (ExFJ)

O sentimento extrovertido procura aplicar valores sociais visando manter interações pessoais interpessoais. O objetivo principal é construir relacionamentos e reduzir conflitos, com o objetivo de promover um sentimento de pertencer ao grupo e boa vontade social.

As pessoas com essa função dominante tendem a concentrarem-se na colheita de recompensas sociais desejáveis ​​a partir do seu conhecimento de pessoas e relacionamentos, e são naturalmente capazes de canalizar o que outras pessoas sentem e procurar maneiras de serem úteis.

Elas tendem a procurar atividades onde possam se sentir conectados aos outros, estarem confiantes sobre sua posição dentro da ordem social, e serem aceitos e apreciados por suas habilidades e contribuições.

Desta forma, elas podem construir relacionamentos harmoniosos e redes sociais favoráveis, e muitas vezes são procurados por sua vontade de oferecer apoio emocional/moral aos outros;

No entanto, elas podem se tornar excessivamente dependentes dos outros para sua auto-estima ou direção moral, sentindo o desejo de sacrificar necessidades pessoais para o bem maior ou definir o eu através de relacionamentos e aprovação social.

Quando uma pessoa não sabe como usar Fe de forma adequada, ela tende a ser facilmente influenciada por fatores externos, se torna incapaz de separar claramente as preocupações pessoais das coletivas, sentindo-se dividida entre a independência e a honra dos deveres/responsabilidades sociais. Os Fe dominantes saudáveis ​​tendem a ser muito bons em abordar questões de relacionamento ou sociais, e organizar pessoas em busca de formar vínculos de relacionamento mais fortes e uma coesão social.

Para determinar se Fe é a sua função dominante, pergunte-se sobre como você reage às situações:

  • Você sente o desejo de garantir que todos se sintam bem ou se entendam?
  • Você sente que mede naturalmente a “temperatura” ou “atmosfera” social ou emocional de uma sala assim que você entra?
  • Você gosta do sentimento de cooperação ou quando as pessoas trabalham juntas com muita calma e satisfação?
  • Você gosta de estabelecer um senso de comunidade ou de pertencer aos grupos?
  • Você tem um senso natural de quais funções sociais as pessoas ocupam e esperm que todos honrem seus papéis?
  • Você se sente muito desconfortável quando outros parecem insatisfeitos, infelizes ou expressam negatividade, especialmente se é direcionada à você especificamente?
  • Você tem dificuldade em lidar com as críticas das pessoas, muitas vezes porque o seu primeiro pensamento é que elas não gostam/aceitam você?
  • Você instintivamente deseja suavizar os conflitos interpessoais, às vezes até sente o desejo de corrigir os comportamentos das pessoas para ser mais “apropriado” ou “harmonioso” (mesmo quando o problema não lhe envolve)?
  • Você sente desconforto quando as pessoas parecem muito desconsideradas, distantes, não cooperativas ou não são gratas?

Melhorando a Perspectiva de Fe

Cognitivamente, Fe encoraja você a construir ou manter laços sociais, a fim de promover a harmonia interpessoal e a coesão social e agir com boas conseqüências sociais.

Os valores da perspectiva Fe são:

1) Conexão e compartilhamento

2) Inclusão e pertencimento

3) Compaixão e cooperação.

Procure entender por que essas coisas são importantes e quais os benefícios que podem trazer para sua vida.

Sem compartilhar parte de nós mesmos e tentar se conectar com outras pessoas, você não pode construir um sistema de apoio social forte, o que tornará você mais suscetível a sofrer os efeitos negativos da solidão e do isolamento.

As pessoas com Fe subdesenvolvida, muitas vezes, subestimam os relacionamentos e o papel que desempenham na criação de uma boa vida, optando por preservar a independência a ponto de serem insensíveis.

A Fe desenvolvida compreende que a única maneira para duas pessoas se conectarem é compartilhando aspectos de suas vidas uma com o outra, por exemplo, comunicando com mais freqüência ou passando tempo de qualidade juntos.

A Fe desenvolvida aproveita todas as oportunidades para fortalecer os laços de relacionamento, usando pequenos atos de compartilhamento para construir gradualmente uma relação mais profunda ao longo do tempo, sabendo que, para fazer o bem na sociedade, “quem você conhece é muitas vezes mais importante do que o que você conhece”.

O amor é ação e Fe sabe demostrar isso.

Portanto, para desenvolver Fe

  • Tenha mais interesse na vida de outras pessoas
  • Aprenda a ver outras pessoas como importantes e merecedoras de seu tempo e atenção
  • Esteja disposto à compartilhar mais seu tempo e esforço
  • Mostre às pessoas que você gosta delas, para que elas possam ser mais confiantes em investir tempo e energia no relacionamento
  • Faça pequenos atos de gentileza para os outros ou apoie pessoas que precisam e você terá maior probabilidade de receber suporte quando precisar
  • Seja recíproco com a bondade alheia
  • Trabalhe com suas habilidades e comunicação pessoal (há muitos livros / fontes disponíveis)
  • Perceba que a comunicação é mais do que apenas “trocar informações” ou “provar um ponto” e você pode começar a perceber a alegria de motivar outras pessoas.

Sem ser inclusivo e promover um sentimento de pertencimento nas pessoas, a sociedade muito provavelmente se tornaria caótica e fragmentada, pois todos só se preocupariam com suas próprias necessidades e preocupações, o que aumentaria as chances de conflito ou guerra.

As pessoas com Fe subdesenvolvida muitas vezes têm dificuldade em entender os efeitos posteriores de suas ações nos outros ou em toda a sociedade, não se importam ou não percebem como elas realmente afetam outras pessoas.

Fe desenvolvida tem uma consciência muito forte sobre as outras pessoas e como fazer elas se sentirem melhor, bem como o que as pessoas têm em comum, tentando agir no melhor interesse de todos para reforçar a nossa humanidade.

A Fe desenvolvida presta atenção às pessoas e tenta conduzir as coisas de forma a reduzir o conflito social ou a discórdia, entende que as pessoas são mais felizes quando possuem um sentimento de pertencimento e contribuem para algo maior do que o indivíduo. Indivíduos infelizes afetam a qualidade do grupo, então Fe trabalha para alcançar o equilíbrio certo entre os dois opostos.

Portanto, para desenvolver Fe

  • Preste mais atenção às pessoas ao seu redor e como elas se sentem, porque você pode estar em boa posição para ajudá-las
  • Trabalhar apenas por si mesmo leva ao tédio e à solidão existencial, então pergunte-se como você pode contribuir, usando suas habilidades e talentos para tornar a sociedade um lugar melhor
  • Mostre uma apreciação visível para com as pessoas quando elas fizerem algo legal para você e elas se sentirão mais à vontade com você, e você poderá se sentir mais confortável se abrindo para elas em troca
  • Sorria mais e converse quando as pessoas parecem deslocadas, para que ambos possam se sentirem mais empenhados numa atividade social
  • Inicie conversas com pessoas ou pergunte sobre como elas fazem para manterem-se de bom humor e melhore o seu próprio humor como resultado
  • Aborde as pessoas com um senso de confiança e positividade, em vez de espalhar negatividade
  • Tente ajudar a criar uma boa atmosfera social onde as pessoas se sintam cuidadas e valorizadas
  • Evite entrar em debates controversos se não for resultar em boas conseqüências sociais
  • Examine se a intimidade ou a proximidade com os outros o incomoda ou o assusta (estes são seus obstáculos pessoais para a construção de bons relacionamentos)
  • Pense com mais atenção sobre o impacto que suas palavras e ações poderiam ter sobre as pessoas ao seu redor
  • Responsabilize-se por qualquer mal ou dano que você cause, peça desculpas pelos seus erros para reparar a confiança e conexão com a outra pessoa.

Sem compaixão e cooperação, a sociedade seria um lugar bastante escuro e alienante, especialmente para àqueles que estão no fundo da hierarquia social.

As pessoas com Fe subdesenvolvida podem ter problemas em realmente ver os outros e sentirem compaixão por seu sofrimento, e podem achar difícil cooperar por não querer/ser incapaz de comprometer ou mudar sua própria compreensão subjetiva duma situação (ou seja, eles querem estar “certos” mais do que qualquer coisa).

A Fe desenvolvida entende que a sensibilidade e a compaixão são necessárias para melhorar a sociedade porque você só pode resolver problemas sociais quando está ciente de como as pessoas sofrem e agem para aliviá-la.

A Fe desenvolvida sabe que, quando as pessoas se sentem respeitadas e ouvidas, estarão muito mais dispostas à participar e contribuir com seus esforços para tornar a sociedade um lugar melhor. “Um trabalhador feliz é um trabalhador produtivo”, e Fe prioriza essa estratégia ao gerenciar relacionamentos ou grupos porque cria confiança e abertura.

Portanto, para desenvolver Fe

  • Não pergunte o que você pode obter das pessoas, mas ao invés disso, o que você pode dar às pessoas
  • Dê ajuda se alguém precisar dela
  • Preste atenção às pessoas que estão cabisbaixas e tente animá-las
  • Expresse empatia e tente entender a perspectiva da outra pessoa sempre que possível (especialmente quando discordar)
  • Incentive as pessoas a contribuir e promover sua sensibilidade, prestando atenção em como as pessoas sentem e se concentrando no que as pessoas têm em comum
  • Em vez de insistir nas diferenças ou criar desentendimentos sem sentido, entenda que os seres humanos (incluindo você) são imperfeitos e aceite mais as falhas das pessoas
  • Perceba que as vezes as pessoas devem cometer “erros” para aprenderem algo
  • Busque soluções para problemas de relacionamento através de negociação paciente e construção do consenso
  • Esteja mais disposto a comprometer e acomodar o bem maior do relacionamento, e resistir ao desejo de manipular as pessoas para lhe dar o que você quer, porque isso certamente irá destruir quaisquer perspectivas de longo prazo para o relacionamento.
  • Respeite qualquer comentário ou conselho que você obtenha sobre fazer as coisas com mais sensibilidade ou compaixão.

Como funcionam as funções: Fe dominante (ESFJ / ENFJ)

O mundo está constantemente nos bombardeando com informações e exigindo que nós respondamos às mudanças no mundo, usamos funções cognitivas para processar informações e tomar decisões de forma mais eficiente.

A função dominante é a primeira ferramenta mental na qual você confia no processo de tentar entender o mundo. As funções extrovertidas (Se Ne Te Fe) são objetivas porque permitem que você responda rapidamente, e mude para se integrar bem ao seu entorno. Já as funções introvertidas (Si Ni Ti Fi) são subjetivas porque exigem que você filtre, processe e forneça informações para congruência com sua experiência pessoal.

O que o sentimento extravagante faz

  • Foco: Relações interpessoais e em seu estado de harmonia
  • Organiza relacionamentos com base no grau de relação, proximidade e intimidade
  • Observa como as pessoas reagem umas às outras
  • Mantém uma abordagem ativamente harmonizada da vida, buscando adotar padrões objetivos (regras / valores sociais) que possam evitar consequências sociais negativas
  • Entende sobre valores que mantêm regras/virtudes, e que podem ser universalmente aplicados
  • Almeja construir um sistema/estrutura social confiável
  • Usa valores sociais para estabelecer prioridades, tomar decisões, compreender obrigações, antecipar o comportamento das pessoas
  • Toma decisões racionais que produzam coesão social (não decide apenas com base no sentimento pessoal)
  • Define o verdadeiro conhecimento como padrões / valores que sustentam estruturas relacionais ou comunitárias no mundo externo
  • Sabe que um quadro social forte:
    • 1) Mantém o bem-estar e a saúde de um grupo, comunidade, sociedade
    • 2) É expresso através da linguagem de comportamentos e obrigações coletivas “ritualizadas” (por exemplo, saudações, celebrações, etc.)
    • 3) Fornece uma base emocionalmente favorável para deixar as pessoas à vontade para perseguirem interesses criativos individuais
    • 4) Reduz o conflito, tornando os papéis sociais bem definidos (em vez de negociar constantemente tarefas)
  • Define relações sociais em termos do cumprimento de promessas, deveres e obrigações mútuas
  • Interpreta as relações sociais através de “efeitos de ondulação” (como as ações individuais afetam o bem-estar dos outros ou do grupo em geral)
  • Inspira as pessoas, sendo o ponto focal das questões sobre o bem-estar coletivo, especialmente em tempos de fragmentação social ou dificuldades

Fe-doms geralmente são atraídos por carreiras ou interesses que lhes permitam:

Equilibrar necessidades coletivas e individuais. Ajudar outros a se sentirem incluídos e valorizados. Usar meios compassivos para diminuir o conflito na sociedade; Melhorar relacionamentos ou analisar como as pessoas se dão bem. Promover valores morais que levem a melhorias sociais ou uma melhor coesão interpessoal. Organizar e coordenar grupos para alcançar um senso de unidade e cooperação

Fraquezas dos Fe Dominantes

  • (Os pontos fracos geralmente resultam de desequilíbrios entre Fe-Ti)
  • Tem dificuldade em viver no momento sem julgamento
  • Confiam muito em fontes externas para a direção moral ou para construirem o sentido de si mesmo
  • Sentem-se desconfortáveis com conflito, dissidência ou desentendimento
  • Tendem a descartar as necessidades ou prioridades pessoais como egoístas e se concentrar demais nas obrigações no mundo externo;
  • Precisa racionalizar/justificar comportamentos que são feitos em prol de si mesmos
  • Dificuldade em entender que fazer boas escolhas geralmente envolve análise cuidadosa e escolher bem entre os interesses em conflito (não se pode satisfazer à todos)
  • Pode parecer excessivo, intrusivo para com os outros
  • Dificuldade em reexaminar / reajustar valores que foram “universalizados”, ignorando diferenças importantes em preferências individuais ou normas culturais
  • Dificuldade em perceber que os valores sociais podem ser restritivos e forçar as pessoas a uma conformidade desnecessária (inflexível)
  • Exigir que as pessoas adiram às regras / valores sociais (coercivos)
  • Podem sobrecarregar-se da vida social/responsabilidades
  • A alta pressão para harmonizar ou atender às necessidades dos outros pode levar à auto-negligência e/ou atacar através de críticas excessivas
  • Dificuldade em integrar conhecimento que não está relacionado com a vida social

Adaptado de: Tipo de Personalidade: Manual do Proprietário. Thomson, L. 1998.

Sentimento Introvertido (Fi) vs Sentimento Extrovertido (Fe)

Enquanto o sentimento introvertido examina emoções através da lente do que é autêntico, verdadeiro e a harmonia intrapessoal, o sentimento extrovertido olha as emoções através da lente do que é útil para manter a harmonia interpessoal.

  • Enquanto o sentimento introvertido acredita que devemos “viver e deixe viver “, o sentimento extrovertido acredita que devemos viver de forma que todos possam viver em conexão e harmonia um com o outro.
  • Enquanto o sentimento introvertido acredita na autenticidade à todo custo, o sentimento extrovertido acredita em comprometer traços individuais ou desejos próprios para o bem do grupo.
  • Enquanto o sentimento introvertido procura entender as emoções em primeiro lugar, vivê-las e gerenciá-las em segundo, o sentimento extrovertido procura gerar emoções e vivenciá-las antes, e compreendê-las depois.
  • Enquanto sentimento extrovertido está preocupado em como si mesmo afeta o mundo e os indivíduos, o sentimento introvertido está preocupado em como o mundo e os outros indivíduos, afetam à si mesmo.

Referências: MBTI

Anúncios

Deixe uma resposta

Powered by WordPress.com. Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: