Pensamento Introvertido (Ti) – INTP/ISTP

Publicado por

Agora temos um Grupo no Facebook

Agora temos um Canal no YouTube

Vou aproveitar que compartilharam uma página que achei muito boa e fazer os posts das 8 funções cognitivas. Traduzirei e adaptarei na íntegra, então se quiserem ver o original que merece todos os créditos esse é o link: MBTI

Não sabe o que é MBTI e está boiando? Clique aqui: MBTI

Tipo NickName Funções
ESFJ Cônsul/Provedor Fe, Si, Ne, Ti
ESFP Animador/Performer Se, Fi, Te, Ni
ESTP Empreendedor/Promotor Se, Ti, Fe, Ni
ESTJ Executivo/Supervisor Te, Si, Ne, Fi
ENTP Debatedor/Inventor Ne, Ti, Fe, Si
ENTJ Comandante/Marechal Te, Ni, Se, Fi
ENFJ Protagonista/Professor Fe, Ni, Se, Ti
ENFP Ativista/Promotor Ne, Fi, Te, Si
ISTJ Logístico/Inspetor Si, Te, Fi, Ne
ISTP Virtuoso/Artesão Ti, Se, Ni, Fe
ISFJ Defensor/Protetor Si, Fe, Ti, Ne
ISFP Aventureiro/Compositor Fi, Se, Ni, Te
INTJ Arquiteto/Mastermind Ni, Te, Fi, Se
INTP Logicista/Arquiteto Ti, Ne, Si, Fe
INFP Mediador/Curandeiro Fi, Ne, Si, Te
INFJ Advogado/Conselheiro Ni, Fe, Ti, Se

 

Ti dominante (IxTP)

Pensamento introvertido procura descobrir regras ou fórmulas diretas baseadas em fatos, afim de orientar o pensamento e o comportamento para uma maior consistência e coerência. O objetivo principal é compreender a causa e o efeito com precisão para que se possa sentir confiante na resolução de problemas e evitar causar problemas.

As pessoas com essa função dominante tendem a ser muito analíticas, preferindo adotar posições/julgamentos que são tão livres de viézes ou influências indevidas quanto possível. Eles geralmente gostam de construir habilidades, e da acumulação de conhecimento técnico, analisando e desconstruindo ideias/situações de forma sistemática, prevenindo e resolvendo problemas e manipulando sistemas para consertá-los ou aprimorá-los.

Desta forma, eles podem ser desapaixonados e autossuficientes ao abordarem situações com seu próprio conhecimento refinado, muitas vezes admirados por sua abordagem calma e competente ao destrinchar problemas;

No entanto, eles podem se tornar também emocionalmente desconectados das situações devido à excisão da perspectiva humana, assumindo erroneamente que é irrelevante ou prejudicial para suas análises. Quando pessoas não sabem usar a Ti de forma adequada, elas tendem a ser excessivamente redutoras, apenas vendo uma causa simples para uma situação complexa e incapazes de reconhecerem os buracos/falhas em seu próprio processo de raciocínio, especialmente quando tentam entender problemas em relacionamentos e sociais.

Os Ti dominantes saudáveis ​​tendem a ser muito bons em analisar criticamente os sistemas de pensamento, e falhas ou deficiências, e assim sendo, encontrar soluções personalizadas ou bem adaptadas.

Para determinar se Ti é a sua função dominante, pergunte-se sobre como você reage às situações:

  • Você quer saber exatamente o que está acontecendo e como/por que isso está acontecendo?
  • Você sente o desejo de empurrar limites (sociais) apenas para ver se seus cálculos estão corretos?
  • Você gosta de ter tempo para descobrir exatamente o que causou um evento, comportamento ou problema?
  • Você está naturalmente focado em questões críticas e quer resolver problemas ou deficiências (em seu próprio processo de pensamento)?
  • Você gosta de analisar um problema para encontrar uma solução elegante/criativa?
  • Você gosta pacientemente de construir conhecimentos/habilidades técnicas úteis?
  • Você gosta de ter muito tempo privado para perseguir seus próprios interesses ou habilidades?
  • Você acha que é necessário analisar a partir de um distanciamento impessoal para manter a imparcialidade (e sente-se frustrado quando outros não fazem o mesmo)?
  • Você acha difícil entender a vida emocional e se sente-se desconcertado quando as pessoas tomam decisões emocionalmente?
  • Você se corrige facilmente quando se provou errado?
  • Você sente desconforto ao ouvir imprecisões ou falsidades ou o que considera informação “irrelevante”?

Melhorando a perspectiva de Ti

Cognitivamente, Ti encoraja você a construir modelos mentais sistemáticos de como o mundo funciona para navegar situações com confiança.

Os valores da perspectiva de Ti:

1) Resolução de problemas de forma impessoal

2) Refinamento de conhecimento

3) Cálculo preciso de probabilidades.

Busque entender por que essas coisas são importantes e quais os benefícios que podem trazer para sua vida.

Sem ser capaz de abordar problemas com uma mentalidade impessoal, muitas vezes você se sentirá também emaranhado ou permitirá que seus próprios preconceitos implícitos influenciem negativamente o processo de tomada de decisão.

As pessoas com Ti subdesenvolvida muitas vezes têm dificuldade em analisar problemas corretamente, chegam à conclusões ruins ou ficam atoladas em excessiva análise ou raciocínio circular, muitas vezes porque não podem reconhecer como elas na verdade estão emocionalmente investidas em estarem “certas” aos olhos dos outros.

A Ti desenvolvida é capaz de distinguir claramente quais informações são relevantes ou irrelevantes para uma situação/problema porque valoriza a atuação na análise baseada em fatos, mesmo que isso signifique admitir estar errado, e são capaz de aceitar comentários e críticas bem, porque é necessário corrigir qualquer erro.

A Ti desenvolvida sabe que não é bom se envolver pessoalmente ou emocionalmente na tomada de decisões, porque isso a confunde, optando, em vez disso, por permanecer o mais imparcial possível, tratando-se e aos outros como “variáveis” iguais em um sistema maior a ser entendido o qual deve mudar/ajustar-se conforme necessário. Uma mente clara leva a ação clara e Ti busca manter esse estado.

Portanto, para desenvolver Ti

Deve-se recuar e examinar todos os fatores/variáveis ​​antes de tomar uma decisão ou resolver um problema, remover o viés ou a informação irrelevante, fazendo uma análise sistemática de prós/contras ou custo/benefício (além de analisar o que é moralmente correto).

Reconheça suas próprias emoções ou desejos, e procure saber exatamente como eles estão afetando seu julgamento, ouça comentários ou críticas e avalie-as desapaixonadamente para ver se você precisa mudar ou melhorar a si mesmo ou suas ideias.

Deve enfrentar suas falhas e deficiências com a mentalidade de melhorar.

Delineie limites claros entre você e os outros para que você não se envolva em dramas que não deveria envolver você, não confunda o comportamento de outras pessoas como relacionados a você quando não estiverem relacionados.

Separe claramente os papéis e responsabilidades de cada indivíduo envolvido em uma situação para que você seja claro sobre o que você deveria ou não deveria estar fazendo.

Sem refinar o seu conhecimento para uma maior precisão, muitas vezes você será enganado por informações ruins ou por seus próprios desejos (inconscientes ou não), o que pode resultar na repetição de seus erros, permitindo que os problemas não se resolvam ou gere uma sensação de pouca confiança na sua capacidade de resolução de problemas.

Pessoas com Ti subdesenvolvida tendem a fazer suposições ou a tirarem conclusões muito rapidamente, sem perceberem que é preciso uma reflexão cuidadosa e uma análise sistemática para entender corretamente uma situação. A Ti desenvolvida confia no conceito de causa e efeito e quer descobrir exatamente como duas variáveis ​​se influenciam, sempre reajustando fórmulas e princípios, à medida que novos fatos se apresentam.

A Ti desenvolvida sabe que a coleta e verificação de fatos é necessária para criar um modelo mental preciso de uma situação. Pressa, causa desperdício, porque atuar em um modelo mental defeituoso significa ter que limpar os erros, então Ti procura evitar erros antes que aconteçam, certificando-se de terem informações precisas e corretas antes de se precipitar em ação.

Portanto, para desenvolver Ti

Certifique-se de ter todos os fatos antes de chegar a uma conclusão, e tome medidas (especialmente em problemas de relacionamento). Assegure-se de ter entendido a causa e efeito corretamente testando ideias ou hipóteses contra evidências empíricas (por exemplo, não presuma saber as motivações ou intenções de uma pessoa sem verificação de fato).

Faça a pesquisa necessária em vez de apenas confiar em “instintos” ou opiniões desinformadas ou autoridade/expertise de outras pessoas. Aperfeiçoe seu conhecimento para uma maior precisão, incorporando uma maior variedade de pontos de vista, afim de determinar sistematicamente qual informação é relevante para a situação e quais fatores devem ser atribuídos maior/menor peso.

Melhore suas habilidades de pensamento crítico para que você possua as ferramentas para reconhecer e avaliar boas informações e rejeitar informações ruins (existem muitos livros/cursos disponíveis). Elimine seus maus hábitos de raciocínio ao estudar falácias lógicas e viés cognitivo.

Sem poder calcular a probabilidade de alcançar um resultado desejado, suas ações geralmente levarão a resultados ruins ou indesejáveis. As pessoas com Ti subdesenvolvida muitas vezes não conseguem analisar a causa e o efeito com precisão, são incapazes de descobrirem as falhas e as contradições em seus próprios pensamentos e comportamentos, talvez até mesmo atribuindo culpa externamente por um resultado ruim e depois se afundando mais em um problema.

A Ti desenvolvida pensa em termos de qual impacto as ações terão, sabendo quando reter ou se envolver em análises futuras, tentando formular princípios robustos e confiáveis ​​para orientar as ações da pessoa na direção certa. A Ti desenvolvida obtém e procura maneiras de corrigir modelos mentais e de compensar erros ao invés de evitar ou desviar a responsabilidade.

Todo “sistema” pode quebrar em algum ponto, então Ti está continuamente analisando em busca de falhas e pontos fracos nos modelos mentais, identificando e corrigindo problemas para manter bons resultados ou melhorias consistentes.

Portanto, para desenvolver o Ti

Dedique tempo para analisar as possíveis consequências de suas ações antes de agir, pense se suas ações são coerentes e consistentes com suas crenças, analise como minimizar o impacto negativo sobre as pessoas quando você deve fazer algo que vá contra o bem coletivo.

Analise cuidadosamente suas opções/alternativas para que você possa escolher a melhor ação em vez de se precipitar nas coisas, aprenda com seus erros, analisando exatamente o que deu errado e o verdadeiro motivo. Assuma a responsabilidade por seus erros, perguntando-se como você pode mudar sua atitude ou comportamento para produzir melhores resultados na próxima vez.

Como funcionam as funções: Ti dominante (ISTP / INTP)

O mundo está constantemente nos bombardeando com informações e exigindo que nós respondamos às mudanças no mundo, usamos funções cognitivas para processar informações e tomar decisões de forma mais eficiente.

A função dominante é a primeira ferramenta mental na qual você confia no processo de tentar entender o mundo. As funções extrovertidas (Se Ne Te Fe) são objetivas porque permitem que você responda rapidamente, e mude para se integrar bem ao seu entorno. Já as funções introvertidas (Si Ni Ti Fi) são subjetivas porque exigem que você filtre, processe e forneça informações para congruência com sua experiência pessoal.

O que o pensamento introvertido faz

  • Foco: como as variáveis ​​se movem e implicam um sistema maior
  • Organiza objetos com base em condicionais (instruções se-então)
  • Cultivada ao observar como partes estão relacionadas a um todo
  • Mantém uma abordagem desapegada e desconstrucionista da vida, constantemente tentando descobrir como as variáveis ​​interagem para afetar a função ou finalidade geral de um sistema (teste e erro)
  • Valoriza inteligência, conhecimento, experiência, habilidades de masterização
  • Conduzida a resolver com competência problemas de forma flexível e logicamente coordenando comportamentos com circunstâncias imediatas
  • Toma decisões com base na estimativa de probabilidades (riscos calculados)
  • Define o verdadeiro conhecimento como aprender a manipular regras e variáveis ​​para produzir os melhores resultados
  • Sabe que a compreensão de como funciona um sistema:
    • 1) Proporciona aos indivíduos uma vantagem, sabendo como navegar o mundo de forma mais flexível e eficaz
    • 2) Permite que as pessoas estabilizem grupos, comunidades e sociedades identificando cuidadosamente problemas e corrigindo-os de forma coerente
    • 3 ) Pode ser útil na resolução de problemas e integrar-se de forma fluida na organização ou sociedade maior (achando o propósito onde mais precisar)
    • 4) Reduz o conflito ajustando e refinando o conhecimento de causa e efeito para obter melhores resultados
  • Define as relações sociais em termos de “trabalhabilidade” (experimentando o impacto de comportamentos para descobrir as melhores ações)
  • Interpreta as relações sociais em termos de ações que demonstram vontade de investir tempo, cuidado e esforço
  • Inspira pessoas através da agilidade mental na resolução de problemas, especialmente por ser calma, engenhosa e eficaz em situações difíceis ou complicadas

Os Ti-Doms geralmente são atraídos para carreiras ou interesses que lhes permitem:

Identificar problemas, quebrar o conhecimento e resolver problemas; Manipular sistematicamente o conhecimento para influenciar os resultados; Aprimorar ou refinar conjuntos de habilidades; Projetar, aprimorar ou criar sistemas eficientes; Montar modelos físicos ou conceituais para compreender e navegar a complexidade.

Fraquezas de Ti Dominantes

  • (As fraquezas geralmente decorrem de desequilíbrios de Ti-Fe)
  • Tem problemas para se conectar com as pessoas devido ao ponto de vista desapegado
  • Apenas se comprometem quando têm uma participação pessoal em uma situação
  • Desconfortáveis com o sentimento inadequado ou ignorante
  • Tendem a ignorar as necessidades de rotina ou as responsabilidades sociais devido à atenção excessiva dada à análise desapaixonada
  • Subvalorizam estruturas externas, regras e limites
  • Tendem a ser incompatíveis, indecisos ou a procrastinarem
  • Procuram por muito tempo  a resposta ou solução “perfeita”, às vezes adiando tarefas ou problemas importantes até que eles se tornem terríveis
  • Dificuldade em entender que fazer boas escolhas envolve a contabilidade de como seus próprios comportamentos e emoções afetam e se cruzam com as necessidades de todos os outros envolvidos
  • Geralmente descontraído/alegre, mas pode parecer arrogante, rebelde, obsessivo, obstinado ou crítico com os outros
  • Tendem a manter certas zonas de conforto ou a uma maneira de fazer algo em vez de entender as coisas de uma variedade de perspectivas diferentes
  • Tendem a ter dificuldade em descrever seu processo de pensamento em palavras (porque é mais experiencial do que estritamente analítico, com ideias sempre sendo um trabalho em progresso)
  • Ficam facilmente aborrecidos se eles não podem se integrar física ou intelectualmente em uma situação
  • A alta pressão para aparecer/sentir-se competente pode levar a obsessão, insegurança, conflitos interpessoais, explosões emocionais imprevisíveis
  • Dificuldade em integrar o conhecimento que é percebido como “irrelevante” para seus interesses ou habilidades

Adaptado de: Tipo de Personalidade: Manual do Proprietário. Thomson, L. 1998.

Pensamento Extrovertido (Te) vs Pensamento Introvertido (Ti)

  • Enquanto que o pensamento extrovertido analisa o que é tangível
    e útil, o pensamento introvertido analisa o que é indiscutivelmente
    verdade.
  • Enquanto o pensamento extrovertido implementa planos, pensamento introvertido implementa sistemas de análise.
  • Enquanto o pensamento extrovertido é orientado para os resultados, o pensamento introvertido é orientado para o sistema.
  • Enquanto que o pensamento extrovertido se esforça para impor uma ordem no caos, o pensamento introvertido se esforça de forma abrangente para compreender o caos dentro da ordem.

Referências: MBTI

Anúncios

Deixe uma resposta