Anúncios

Eneagrama: Erros de identificação – Tipos 4 e 7

Este guia visa apresentar a teoria e tipologia do Eneagrama. Os posts serão traduções e adaptações do original, que merece todos os créditos: Enneagram Institute

Agora temos um Grupo no Facebook

 

Erro de identificação entre tipos 4 e 7

Quatros e Setes são muito diferentes e, exceto por uma semelhança superficial no Nível 6 de ambos os tipos, seria difícil alguém familiarizado com ambos identificá-los erroneamente por muito tempo. Parece, no entanto, que a base para confundi-los é que ambos os tipos tendem a ser excessivos – os Setes vão aos extremos no mundo material externo, com a fantasia e número de posses e experiências que adquirem. Altamente materialistas, tendem a ficar cansados ​​e endurecidos, insensíveis e exigentes, egoístas e despreocupados com os outros. No Nível 6, nós os caracterizamos como O Materialista Exagerado (ver Eneagrama 7: Nível Mediano)

Quatros no mesmo nível, O Esteta Autoindulgente, (ver Eneagrama 4: Nível Mediano) também são excessivos e vão aos extremos, embora extremos emocionais. Emocionalmente autoindulgente, os Quatros medianos colocam grande carga emocional em suas vidas de fantasia, permitindo-se sentir e imaginar qualquer coisa, não importa o quão irrealista ou emocionalmente debilitante possa ser. Eles chafurdam-se em seus sentimentos e fantasias, espremendo o último sopro de vida deles para reforçar seu senso de si. Assim, as autoindulgências de Quatro são mais internas e privadas, centradas no mundo emocional que habitam.

Externamente, seu excesso emocional é expresso em um preciosismo crescente e falta de praticidade, uma decadência e sensualidade efêmeras, que é o principal ponto de semelhança entre os dois tipos. Embora ambos os tipos possam se tornar decadentes e sensuais, Sete faz isso para se dissipar e, assim, fugir da ansiedade. Em contraste, Quatro abraça a sensualidade, nas luxúrias sexo ou bebida ou drogas para aumentar suas emoções e amortecer a dor de sua autoconsciência.

Ambos os tipos compartilham um amor por coisas boas e caras, embora aqui também haja diferenças. Quatros improvisa com menos coisas materiais, estimando belos objetos por causa de sua beleza e os sentimentos que a beleza desperta neles. Uma pedra que pegou na praia ou um galho com um único botão pode acelerar seus sentimentos estéticos e satisfazê-los. Em contraste, enquanto o Sete mediano quer possuir objetos bonitos, eles ficam cada vez mais inapropriados e insensíveis à beleza ou ao valor desses objetos. Eles se tornam aquisitivos, não porque gostam de coisas por elas mesmas, mas porque possuir coisas proporciona uma sensação de segurança. E ainda mais fundamentalmente, o que excita Sete é o estímulo que eles sentem quando desejam algo novo. O estímulo de seus apetites reforça seu senso de si mesmo, embora, uma vez que tenham realmente adquirido o que eles querem, eles geralmente perdem o interesse em adquirir. O par de sapatos que eles estavam “morrendo” para juntar com dezenas de outros; O casaco de peles que estavam babando por semanas de repente se tornou “velho”, quando eles voltam sua atenção para adquirir outra coisa. Em suma, os Setes medianos tendem a ser materialistas aquisitivos, enquanto os Quatro medianos tendem a ser estetas angustiantes – naturezas muitos diferentes. Compare os estilos de Bob Dylan (um Quatro) e de Elton John (um Sete) e os de Ingmar Bergman (um Quatro) com Steven Spielberg (um Sete) para entender a diferença.

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe uma resposta

Powered by WordPress.com. Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: