Anúncios

Eneagrama 3: Nível Não Saudável

Este guia visa apresentar a teoria e tipologia do Eneagrama. Os posts serão traduções e adaptações do original, que merece todos os créditos: The Enneagram Institute e os livros de Riso-Hudson

 

Agora temos um Grupo no Facebook

 

 

Analisando o Três não saudável

Nível 7: O oportunista desonesto

O fracasso é uma das perspectivas mais humilhantes para Três. Se eles continuarem a se sobrecarregar e não puderem cumprir suas exigências, eles tentarão manter a impressão de que ainda são “vencedores” ao enganar os outros. O medo do fracasso e, portanto, da humilhação, faz com que os Três não saudáveis ​​estejam dispostos a ser desonestos para obter o que precisam afim de manter pelo menos a ilusão de superioridade. Já vimos que eles são pragmatistas: no Nível 7, estão determinados a sobreviver e, uma vez que estão completamente identificados com sua imagem, isso significa garantir que ela sobreviva.

Consequentemente, Três não saudáveis ​​se desconectam de seu eixo e não têm outra direção além do que funciona para eles no momento. O seu pragmatismo degenerou em uma conveniência sem princípios em que ele fará quase qualquer coisa para convencer os outros de que ainda são pessoas excepcionais. Mas porque eles realmente estão tendo dificuldades psicológicas severas, é quase impossível para eles fazer isso sem distorcer a verdade de sua situação: eles mentem em seus currículos, plagiam, tomam atalhos, tomam crédito pelo trabalho dos outros ou relatam realizações que nunca ocorreram para se fazer parecer mais notáveis ​​do que eles são.

Três não saudáveis ​​estão determinados a não serem perdedores, não importa quem deve pagar o preço pelo seu sucesso. Eles estão prontos para se vender, mentir, mudar suas “lealdades”, ou tirar proveito de outros para ficar no topo. Porque eles são quase completamente separados de sua consciência e sua capacidade de discernir a verdade, eles parecem não saber o que é a verdade sobre si mesmos e, portanto, não se sentem culpados por enganar os outros. O seu eu interno subdesenvolvido e vulnerável está desaparecendo sob uma estrutura de personalidade que tem apenas um objetivo – sua própria inflação e sobrevivência.

Todas as suas energias são direcionadas para obter o que eles precisam para manter sua autoimagem. Três não saudáveis ​​agora devem usar algum tipo de abuso e exploração para manter sua autoimagem inflada. Ironicamente, eles se tornaram superiores não apenas a todos os outros, mas até a si mesmos ultrapassando os limites de seus talentos. Ou devem colocar os pés no chão e reconhecer a grandiosidade de suas expectativas, para não mencionar o seu intenso sofrimento psicológico, ou devem tirar o que eles precisam de outros para manter sua “superioridade”. Muitas vezes passa despercebido, no entanto, especialmente para os Três não saudáveis, que a pessoa que está sendo repetidamente explorada em tudo isso são eles mesmos.

Três “se vendem”, muitas vezes sacrificando seu futuro pela recompensa de curto prazo. Sua saúde, suas carreiras, sua integridade são todos gastos na busca de “consertos” narcisistas. Em termos coloquiais, Três não saudáveis ​​são “os oportunistas aproveitando das situações, ao mesmo tempo em que tornam suas próprias situações piores involuntariamente. A sua desconexão de seus sentimentos tem outras consequências graves. Os Três não saudáveis ​​são incapazes de sentir muito sobre si mesmos ou ter empatia pelos outros. Porque eles não vêem outras pessoas como reais e sem valor sem referências a si mesmas, outros se tornam meramente prestadores de atenção e admiração, o que são chamados de “fornecedores narcisistas”, como objetos a serem utilizados para o Três se engrandecer.

É por isso que não há absolutamente nada de reciprocidade nos relacionamentos com Três não saudáveis. Eles manterão um relacionamento enquanto conseguirem o que quiserem, mas deixarão alguém sem pensar duas vezes, especialmente se alguém mais desejável vier. Uma das pistas de que, apesar das aparências, há algo de errado com Três não saudável é precisamente a falta de relacionamentos de longo prazo. Eles atravessam um número impressionante de amigos e conhecidos, explorando pessoas e deixando-as uma vez que conseguiram o que eles queriam.

O mesmo pode ser dito por seus hábitos de trabalho. Há pouco da orientação objetiva dos Três saudáveis ​​em evidência aqui. Três não saudáveis ​​parecem estar respondendo continuamente a situações como se seu próprio senso de valores, a parte de si mesmos que pudesse dar coerência e significado às suas atividades, estivesse faltando. No entanto, sua energia ainda é direcionada para o seu desempenho, e ele não permitirá que outros se aproximem o suficiente para ver as rachaduras na fachada. Infelizmente, eles são capazes de manter a ilusão de que eles são altamente funcionais, mesmo quando não são saudáveis. (É incontestável que Três sempre parecem ser mais saudáveis do que realmente são.)

Por fim, isso acaba virando contra eles, pois impede que obtenham o tipo de ajuda que poderia transformar sua situação. Muitas vezes, uma catástrofe em suas vidas fará com que sua defesa falhe, pelo menos temporariamente. Sua desolação interior e vazio são então expostos quando Três colapsa em um esgotamento depressivo. A maioria dos Três não saudáveis ​​se esconderão quando isso acontecer para que outros não vejam a extensão da sua deterioração.

Nível 8: O trapaceiro malicioso

Tendo distorcido seriamente a verdade de suas exigências sobre si mesmos e dissimulado sua patologia, os Três não saudáveis tornam-se cada vez mais temerosos de serem pegos e que sua mentira será exposta. No entanto, ao invés de enfrentar o fato de que eles estão tendo grandes problemas psicológicos e devem procurar ajuda, Três pode dar um passo adiante em sua deterioração, fazendo o que julgar necessário para suportar suas alegações falsas. Como resultado, eles se envolvem em atividades ainda mais seriamente destrutivas enquanto encobrem seus passos, escondendo seus verdadeiros motivos e ações tanto quanto possível.

A capacidade de projetar uma imagem, que vimos no Três mediano, é agora mais necessária do que nunca. Três não saudáveis ​​agora se tornam completamente enganosas, porque precisam esconder quaisquer que sejam as irregularidades e os enganos anteriores com os quais eles possam estar envolvidos. (“O rosto falso deve esconder o que o coração falso sabe”. Macbeth, I, vii, 82). A imagem que eles agora projetam ainda é convincente, mas, por baixo disso, elas estão extremamente fora de si e potencialmente traiçoeiras.

Os outros quase sempre só descobrem quão profundamente os Três estão neuróticos apenas depois que eles já causaram seus danos. Desnecessário será dizer que os Três neuróticos são mentirosos patológicos. Parece incapaz de parar de mentir, mesmo que nada significativo dependa disso, pois, neste nível, são completamente compulsivos sobre causar uma impressão. Muitas vezes, no entanto, suas mentiras estão longe de serem insignificantes, causando outros danos enormes, perda financeira ou tormento emocional.

Três que se deterioraram a este grau de patologia são incapazes de dizer o que é a verdade. Eles sentem que podem ser o que eles querem que seja. Muitas de suas mentiras estarão conectadas ao objetivo que estão buscando no momento. Eles vão dizer o que quer que seja que eles desejam sem o menor problema, embora eles arrisquem problemas ainda maiores se forem descobertos. Esta maneira de viver só aumenta seus terrores, embora eles usem qualquer parte de si mesmos que ainda funcione para convencer os outros de que eles estão tranquilos e em posse de si mesmos.

Sob a superfície, no entanto, Três não saudáveis ​​sentem-se encurralados e mal conseguem suprimir o pânico. O seu crescente medo de ser pego e punido pode torná-los extremamente perigosos. Eles se tornam sem remorso e são bastante capazes de trair amigos, jogar pessoas um contra o outro ou destruir evidências para evitar que seus erros sejam descobertos. Eles sabotaram o trabalho dos outros e prejudicaram aqueles que os amam porque ver a queda dos outros é a única maneira de poderem se sentir superiores. (“Não é suficiente que eu tenha sucesso, outros devem falhar.” – Oscar Wilde)

Claro, um crime leva ao outro, e Três se encontram mais e mais enredados nas redes de seus próprios enganos. Eles tornam quase inevitável que eles sejam descobertos e responsabilizados por suas ações. Para evitar este estado de coisas, Três pode descer ao nível da maldade e loucura completas.

Nível 9: O Psicopata Vingativo

Três profundamente patológico teme que sua falsidade e vazio – para não mencionar suas falhas – sejam expostos. Eles têm todos os motivos para acreditar que, se tal evento acontecesse, eles estariam completamente arruinados. Não haveria nenhuma chance para eles escaparem de seus insustentáveis ​​sentimentos de inutilidade e inferioridade. De fato, o sucesso e a aparente superioridade de outros zombam deles e os humilha em cada momento. Parece-lhes que os outros são, e sempre serão, superiores a eles. Nesta fase, eles vão além do engano, em direção a vingança absoluta, na verdade, dizendo: “Eu vou triunfar sobre você, não importa o que seja preciso!” E, se eles não têm nada a perder, nada vai pará-los.

Como eles agora não têm capacidade para simpatizar com ninguém, nada os impede de prejudicar seriamente os outros. Na verdade, destruir qualquer um ou qualquer coisa que os lembra da miséria que eles ainda estão tentando afastar torna-se uma obsessão monomaníaca. A necessidade de um triunfo vingativo se manifesta principalmente em impulsos frequentemente irresistíveis, principalmente inconscientes, para frustrar, superar ou derrotar os outros em relações pessoais.

Muito mais freqüentemente o caminho para um triunfo tem a vontade de vingança por trás. Na verdade, por causa de sua natureza destrutiva, é o elemento mais escondido na busca da glória. Pode ser que apenas uma ambição bastante frenética seja aparente. Somente em análise, podemos ver que o poder de condução por trás disso é a necessidade de derrotar e humilhar os outros para se colocar acima deles. “(Karen Homey, Neurosis and Human Growth, 27- 28.)

Enquanto momentos de hostilidade entraram em erupção de vez em quando no passado, a hostilidade tornou-se uma maldade irracional, resultado do ciúme extremo que eles sentem em relação a quem tem algo que eles desejam. Apesar de seu desprezo exterior pelas pessoas, são secretamente muito ciumentos dos outros, precisamente porque outros alcançaram objetivos valiosos em vez de perseguir ilusões narcisistas. Portanto, qualquer pessoa que é autêntica ou capaz de sentir que ama e é amada – em suma, qualquer pessoa que é um ser humano normal – é uma ameaça à sua autoestima danificada e um objeto de sua maldade. O mal-estar pode chegar a proporções perigosas à medida que ficam obcecados em arruinar outros para que possam triunfar. Este é o lado obscuro e oculto de si mesmos que eles não podem mostrar aos outros, nem a si mesmos.

Outras pessoas que às vezes possam estar cientes de sua situação geralmente tem medo de confrontá-los sobre isso. Três não saudáveis ​​contam com o fato de que outros não se atrevem a dizer ou a fazer nada sobre seu comportamento por medo de retaliação. Sua completa falta de restrição torna quase impossível que outros se defendam contra eles porque sentem que Três não saudáveis ​​estão dispostos a ir a um nível muito mais baixo do que estão dispostos a descer. Nesta fase, Três pode tornar-se totalmente psicopata, ignorando os limites normais de comportamento, exercendo suas mais cruéis fantasias de vingança.

Não tendo freios internos em seu comportamento, eles fazem o que puderem até que sua fúria seja gasta, outros sejam arruinados, ou alguém os impeça. Sua dissociação pode ser tão completa, no entanto, que depois de se afastar violentamente, eles podem realmente não ter lembrança consciente de ter feito isso. É como se estivessem usando os últimos vestígios de sua sanidade para se proteger da intensidade de seu ódio e fúria, bem como do horror dos crimes que eles estão cometendo.

Além de crimes como assalto, incêndio criminoso e sabotagem, os Três psicopatas são inteiramente capazes de assassinar. Eles são capazes de matar um ser humano com tão pouco remorso como as pessoas normais têm em matar uma mosca. Seu comportamento psicopático pode parecer desmotivado por causa da aleatoriedade de sua violência, como no caso de um atirador matando pessoas rua abaixo. Mas, do ponto de vista do psicopata, o crime é motivado pela constante necessidade de recuperar a superioridade destruindo os outros.

Vale ressaltar que as vítimas dos psicopatas masculinos são freqüentemente mulheres e, como Três muitas vezes são identificados com suas mães, isso corresponde ao padrão. Para chegar ao Nível 9, é extremamente provável que tenha experimentado abusos enormes quando crianças. Nada que eles pudessem fazer ou ser poderia ganhar o carinho ou a consideração positiva de sua figura cuidadora. Mas, uma vez que  dependem de ganhar a afirmação dessa figura, e uma vez que uma criança pequena não consegue conscientemente odiar seus pais e sobreviver psicologicamente, sua raiva é deslocada para figuras substituídas que, de algum modo, lembraram o psicopata de seus tormentos originais.

Violação, tortura e mutilações sexuais são resultados freqüentes. Apesar de sua duplicidade e desvio, os Três psicopatas podem tropeçar porque parte de sua necessidade de triunfo vingativo inclui o desejo de suas vítimas saberem quem as vitima. Sua necessidade de atenção e afirmação, que vimos de um estágio a outro em diferentes formas, torna-se seu inimigo. No entanto, Três psicopata não se importa. A condenação pública e a notoriedade lhes dão a atenção que desejam: ser temido ou desprezado afirma que eles ainda existem como “alguém”.

Anúncios

Deixe uma resposta

Powered by WordPress.com. Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: