Anúncios

Idealistas (NF): Abstratos e Cooperativos

Este post visa explicar os 4 temperamentos descritos por David Keirsey, PhD., no livro Please Understand Me II. Para isso traduzirei partes na íntegra, adaptarei e complementarei com algumas outras informações.

Agora temos um Grupo no Facebook

Introdução

O temperamento é um conjunto de traços de personalidade observáveis, tais como hábitos de comunicação, padrões de ação, conjuntos de atitudes, valores e talentos característicos. Abrange, também, as necessidades pessoais, os tipos de contribuições que os indivíduos fazem no local de trabalho, assim como o papel que desempenham na sociedade. David Keirsey, PhD identificou quatro temperamentos básicos, são eles: Artesãos (SP)Guardiões (SJ)Racionais (NT)Idealistas (NF).

Os Cooperativos Abstratos

Os NFs possuem a combinação da linguagem abstrata com o comportamento cooperativo, que os separa inconfundivelmente das outras três personalidades. Essa é a sua combinação única de temperamento, e portanto, eu quero adicionar
outro nome na lista, e chamá-los de “Cooperativos Abstratos”.

Apesar deles partilharem do uso abstrato da linguagem com os NTs e o comportamento cooperativo com os SJs, sua linguagem difere da dos NTs, e seu comportamento é visivelmente diferente dos SJs.

Observe também que eles não têm nada de importante em comum com os SPs, que são seu oposto, pois têm comportamento utilitarista e linguagem concreta.

Linguagem Abstrata

As palavras abstratas referem-se à coisas que não podem ser observadas, mas apenas imaginadas, enquanto palavras concretas se referem à coisas que podem ser observadas e, portanto, mão precisam ser imaginadas. Os Idealistas falam pouco do que eles observam, dos sapatos, carros, roupas, acontecimentos da vida diária, etc.

Ao invés disso ele falam sobre o que só pode ser visto com os olhos da mente: amor e ódio, céu e inferno, comédia e tragédia, coração e alma, contos e lendas, eras e épocas,
crenças, fantasias, possibilidades, símbolos, e sim, temperamento, personalidade e psicologia.

Todos nós, é claro, podemos observar o que está diante de nós, e também imaginar o que não é e existe. Mas isso não significa que façamos os dois igualmente. Muito cedo na vida, começamos a exercer uma forma específica de pensamento e linguagem – observação ou imaginação – mais do que outra, e continuamos a fazê-lo durante toda a vida.

Os Idealistas optam pela imaginação. Eles são naturalmente indutivos em seus pensamentos e fala, o que significa que se movem rapidamente da parte para o todo, de alguns detalhes para generalizações abrangentes, do menor sinal de algo até a totalidade.

Com foco em potenciais invisíveis, os Idealistas mostram uma sensibilidade extraordinária ao potencial que as coisas tem, meras sugestões, censuras, insinuações, símbolos.

Certamente, tais inferências indutivas, exigem o chamado “salto intuitivo”, o qual pode ser surpreendente para os outros, especialmente em casos de leitura mental e percepção extra-sensorial. No mínimo, os Idealistas são os mais aptos de todos os tipos a ler o que está nas entrelinhas, ou ter um sexto sentido sobre as pessoas, e eles realmente seguem
seus pressentimentos, atentam-se aos seus sentimentos, e insistem que eles “apenas sabem” no que as pessoas estão realmente interessadas, ou suas intenções.

Mesmo em problemas complicados, NFs precisam ouvir apenas as primeiras palavras de uma explicação para sentir que eles entendem o assunto totalmente, saltando dos detalhes para significados maiores.

Quando William Blake imaginou em Auguries of Innocence que se pode “ver um
mundo em um grão de areia, e um céu em uma flor selvagem, manter o infinito
na palma da sua mão, e a eternidade em uma hora “, ele estava com certeza descrevendo
o estilo indutivo do Idealista.

Querendo descobrir a significância e significado no mundo e tentar entender o que eles acreditam ser a verdadeira natureza das coisas, o pensamento e o discurso idealista tende a ser interpretativo, o que significa que freqüentemente comentam
como uma coisa é realmente outra coisa.

Não vinculado à objetos observáveis ​​como os SPs e SJs, e não disciplinados pela lógica dedutiva dos NTs, os NFs transformam espontaneamente uma coisa em outra, apagando distinções, combinando categorias e juntando opostos. Margaret Schlegel, a Idealista
Heroína no Howards End de E.M. Forster, tenta apaixonadamente conectar “o
visto ao invisível “em sua vida, uma união que ela imagina como sendo a
construção da ponte do arco-íris que deve conectar a prosa em nós com
a paixão.

Sem isso, somos fragmentos sem sentido, meio monges, meio bestas, arcos desconectados que nunca se tornaram homem. Com isso o amor nasce, acende-se na curva mais alta, brilhando contra o cinza, sóbrio contra o fogo.

Este zelo para conectar idéias díspares se dá porque a comunicação idealista é muitas vezes temperada com metáforas, atribuindo características às pessoas e coisas que
pertencem à outras pessoas e coisas – animadas ou inanimadas, visíveis ou invisíveis.

Os NFs não têm problemas em dizer que essa pessoa é um demônio, e aquela é um anjo. Não é que a primeira pessoa aja como um demônio, ele é um; E a outra pessoa não tem simplesmente os atributos de um anjo, ela é um.

E o sol sorri para nós, uma corporação está desmoronado, um trem rugido, e o amor é uma rosa. Dentro desta forma, Gandhi descreveu sua busca pelo que ele chamou de Absoluto: “Os pequenos vislumbres fugazes … que eu tenho sido capaz de ter da Verdade
, dificilmente podem transmitir uma ideia do indescritível brilho da Verdade, um milhão
de vezes mais intenso do que o sol que vemos diariamente com nossos olhos “.

Além da metáfora vívida, Gandhi também mostra outros dos encantos dos Idealistas, o hábito de exagero, o oposto da inclinação dos Racionais para a subavaliação. A expressão Idealista é rica em hipérboles e exageros, e ao mesmo tempo curto na gradação.

NFs não dizem que são “um pouco” interessado em uma ideia, ou insatisfeito “em algum grau” com o comportamento de uma pessoa ; Eles estão “totalmente” fascinados ou “completamente” enojados, “perfeitamente” encantados ou “absolutamente” consternados.

É assim que Eleanor Roosevelt em sua Autobiografia descreveu-se como uma jovem: “Eu tive dolorosamente ideais elevados e um tremendo senso de dever inteiramente desprovido de qualquer senso de humor ou qualquer apreciação das fraquezas da natureza humana. As coisas estavam ou certas, ou erradas para mim.

Enquanto eles tendem a ignorar graus de gradação, os Idealistas são altamente
sensíveis às nuances de comunicação que qualificam mensagens, o corpo, linguagem, expressões faciais e inflexões de voz que, muitas vezes, outros tipos de Temperamentos nem sequer estão cientes. E os NF são tão sensíveis as sutilezas da linguagem falada, encontrando implicações e insinuações no menor comentário, que eles parecem ter investido a linguagem com poderes sobrenaturais, o que pode ser chamado de “magia das palavras”.

“Magia das palavras” refere-se à antiga ideia de que as palavras têm a capacidade de fazer as coisas acontecerem, ideia que tem sido a base de muitos livros sobre auto-aperfeiçoamento.

Nosso discurso, o NFs nos lembra, produz resultados no mundo, então devemos
ter cuidado com o que dizemos. Uma conseqüência dessa hipersensibilidade é que, de vez em quando, os NFs cometem erros ao atribuir significados em comunicações que não eram pretendidas pelos remetentes.

Comportamento Cooperativo

A civilização é um conjunto de cidades, e as cidades são conjuntos de objetos. ruas,
calçadas, edifícios e transportes são todas ferramentas. E os milhões de objetos, máquinas, prédios, ruas, e meios de transporte também são ferramentas.

Agora, para todos os milhões de ferramentas que nos permitem fazer nosso trabalho e viver juntos em harmonia, Os idealistas teriam um consenso sobre como elas devem ser usadas. O jeito Idealista é um pouco diferente da cooperação que caracteriza a dos Guardiões, que estão mais interessados ​​no cumprimento do que no consenso. Portanto
os Idealistas observam as muitas leis que regem nossos códigos de conduta, leis fiscais, leis de trânsito e muito mais – não simplesmente porque são leis, mas porque representam um consenso comum de sua comunidade, uma unidade de propósito ou mentalidade semelhante, a qual é muito importante para os NFs.

Acordo, concordância, consenso e acomodação: este lado da cooperação é o que se aproxima mais da consciência dos Idealistas. Atuar em conjunto com os outros para o bem do grupo. Essa são coisas consideravelmente importante para eles. Na visão do Idealista, os comportamentos das pessoas e suas ações devem ser aceitáveis ​​para outros, mesmo que se revelem menos eficazes do que outras atitudes ou ações, que são prejudiciais aos outros.

Os NFs, assim como SJs, consideram o estilo utilitarista dos Artesãos e das Racionais de realizar as coisas como contraproducente, ou até antiético e ofensivo.

Na verdade, os NF podem sentir-se bastante suspeitos de ações utilitaristas que focam apenas nos resultados de forma muito fria ou solícita; Eles se preocupam que o lado humano não seja perdido, que os bons sentimentos não sejam sacrificados e que a unidade não dissolva-se, apenas em busca da conveniência.

Por sua vez, os Idealistas sonham com relações interpessoais ideias, interações e apoio mútuo elevados, acima de qualquer briga, concorrência ou disputa. Combates de qualquer natureza são excessivamente dolorosos para os NFs, e eles farão o que for necessário para evitá-los.

Manter os relacionamentos amigáveis ​​através da conciliação, pacificação, e facilitação, é muito mais o seu estilo. Isso não quer dizer que os Idealistas sejam indiferentes a adquirir e usar das melhores formas e meios de alcançar seus objetivos. Certamente eles não são de todo resistentes à certos comportamentos quando necessário, mas estes devem ser examinados de forma que não hajam consequências adversas que prejudiquem a moral ou cause descontentamento entre os seus companheiros.

Em qualquer empreitada, a primeira consideração do NF é sempre promover relações humanas atenciosas, e sentem que isso é necessário para cumprir suas tarefas e alcançar seus objetivos.

O seu ideal é ajudar as pessoas em seu convívio à se darem bem umas com as outras, até e se preocupam muito com o outro e, portanto, procuram trabalhar uns com os outros para o bem de todos.

 

Quer saber mais sobre os Temperamentos? Sim! Claro que quero…

Anúncios

Deixe uma resposta

Powered by WordPress.com. Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: