Anúncios

Racionais (NT): Mindmates

Este post visa explicar os 4 temperamentos descritos por David Keirsey, PhD. Para isso traduzirei partes na íntegra, adaptarei e complementarei com algumas outras informações.

Esta série de posts são traduções na íntegra do livro Please Understand Me II de David Keirsey, PhD.

Agora temos um Grupo no Facebook

Introdução

O temperamento é um conjunto de traços de personalidade observáveis, tais como hábitos de comunicação, padrões de ação, conjuntos de atitudes, valores e talentos característicos. Abrange, também, as necessidades pessoais, os tipos de contribuições que os indivíduos fazem no local de trabalho, assim como o papel que desempenham na sociedade. David Keirsey, PhD identificou quatro temperamentos básicos, são eles: Artesãos (SP)Guardiões (SJ)Racionais (NT)Idealistas (NF).

Cada temperamento tem suas próprias qualidades e deficiências, forças e desafios. O que explica essas diferenças? Para usar a ideia de temperamento mais eficazmente, é importante entender que os quatro temperamentos não são simplesmente coleções arbitrárias de características, mas brotam de uma interação das duas dimensões básicas do comportamento humano: nossa comunicação e a nossa ação (nossas palavras e nossa ações), ou, simplesmente, o que dizemos e o que fazemos.

Os Parceiros Intelectuais – Racionais (NT) – Mindmate

Os Racionais (NT) antes de tudo, procuram um parceiro para compartilhar suas buscas intelectuais e conversas interessantes e profundas, um Mindmate.

Eles tendem a preferir seus livros e computadores a jogos de futebol e bailes estudantis. Mesmo quando jovens adultos, os chamados Racionais tendem a permanecer um pouco rígidos e alheios quando se trata de namoro e, muitos, demostram nenhum ou quase nenhum interesse no desenvolvimento das relações sociais ou em ser popular.

Uma vez em uma universidade ou ambiente de negócios, os Racionais extrovertidos podem decidir (bastante deliberadamente) namorar por diversão, mas se mostram resistentes a relações mais duradouras. Quanto aos introvertidos, quando ocorre de se relacionarem, é comum ficarem por muito tempo em uma mesma relação, haja vista, serem avessos a promiscuidade sexual como questão de ética pessoal.

Racionais não se sentem confortáveis em falar sobre suas experiências sexuais, da mesma forma que não são suscetíveis a discutir envolvimentos passados ​​com um novo parceiro. Acreditam em relacionamentos altamente privados e comprometidos como seu padrão usual. Namorar para um Racional não é uma brincadeira despretensiosa como é para os Artesãos, num primeiro momento. Racionais demoram para se tornarem íntimos, assim como os Idealistas. Trata-se de uma busca difícil, já que eles precisam considerar a pessoa como digna de seu investimento pessoal.

Quanto a participação social, os Racionais parecem se aproximar à postura dos Guardiões, mas sem ter uma ligação tão profunda como os Idealistas.

São, também, sempre muito conscienciosos, querendo saber ao máximo o que estão fazendo e para onde estão indo. NTs pensam cuidadosamente nas relações, dando uma atenção prolongada as suas intenções e expectativas. Uma vez que o assunto foi planejado e suas coordenadas são claras, estão prontos para prosseguirem com o investimento no relacionamento e, com toda a probabilidade, irão desenvolvê-lo conforme o planejado.

Caso o relacionamento seja sabidamente um envolvimento a curto prazo, o NT garantirá que a natureza temporária do caso esteja claramente compreendida pela outra parte. Caso isto não seja agradável à alguma das partes, o NT provavelmente dará de ombros e se afastará com apenas um leve arrependimento.

Se, por outro lado, o relacionamento exige um compromisso de longo prazo, ele será feito e honrado mesmo que não se desenvolva de forma satisfatória. Um NT provavelmente não verbalizará qualquer decepção ou insatisfação se tal for o caso. Uma vez que um Racional fez sua busca e decidiu por um parceiro, é improvável que venha a mudar de ideia.

Os NTJs são mais sistemáticos nesta busca de um companheiro do que o NTPs.

Eles muitas vezes terão em mente uma lista de características físicas e intelectuais que eles esperam encontrar em seu pretendente, e eles não serão lentos para desencorajar alguém que não se adéque aos padrões esperados.

Por outro lado, podem ser bastante passivos, vendo todo o processo de namoro como sendo, as vezes, mais um problema do que algo que valha a pena, e é provável que se estabeleçam com o primeiro parceiro de qualidade que mostra um interesse neles, apenas para conseguir “resolver logo esse problema”.

Ambos os estilos podem levar à erros: os NTPs podem ser ingênuos sobre seus requisitos e fazer listas defeituosas, enquanto os NTJs às vezes acham que soluções a curto prazo podem resultar em arrependimentos a longo prazo. Mas, a menos que sua escolha seja um desastre completo, os Racionais tendem a manter-sem de acordo com seus compromissos e a dedicar todos os esforços para ver seus relacionamentos sucederem.

Embora o estilo de relacionamento do Racional possa parecer excessivamente controlado às vezes, tem seus pontos positivos que podem atrair os outros temperamentos.

Os Artesãos admiram tanto a inclinação dos Racionais para uma ação efetiva e sua recusa em ficar vinculados à convenções, enquanto ao mesmo tempo eles gostam de tentar soltar um pouco os NTs, fazendo com que eles parem de ser tão sérios e obsessivos quanto ao seu trabalho.

Os Guardiões, em contraste, admiram muito a seriedade e a disposição para o trabalho duro dos Racionais, e tem um orgulho real em ajudar os NT perdidos em pensamentos a manter seus pés no chão, proporcionando-lhes uma vida social agradável e convencional.

Em geral, no entanto, os Idealistas sentem a atração mais forte para os Racionais. Não
só, os idealistas compartilham com os Racionais uma rara compatibilidade de mente, um interesse profundo em idéias abstratas, mas os NFs também se maravilham com
a habilidade dos NTs de se concentrar e focar, tão diferente da sua tendência a ser dispersos e distraídos.

Uma vez que os Racionais se entregaram a um companheiro, eles se sentem comprometidos com o relacionamento com ou sem uma certidão de casamento. NTs muitas vezes têm um amoralidade curiosa em relação aos padrões geralmente aceitos de comportamento nos relacionamentos. As regras e formalidades da sociedade têm pouca pressão para eles, estando acima desses, os seus próprios padrões pessoais de conduta.

O selo de aprovação da sociedade na forma de uma cerimônia da igreja ou certidão de casamento significa nada para eles, e será feito apenas para agradar a família ou ao eu
companheiro. O que interessa ao Racional é o compromisso individual, e sendo assim, o contrato pessoal é digno de toda a sua lealdade.

O mesmo vale para a atitude deles em relação ao sexo pré-conjugal. A ética sexual dos NTs é cuidadosamente considerada, e estritamente aderida, mas essa ética pode ou não estar de acordo com os costumes gerais de comportamento sexual atuais e da sociedade. Na maioria dos casos, os Racionais não são relutantes em explorar sua sexualidade uma vez que se comprometeram com uma relação.

Racionais – Vida de Casado

Uma vez que um investimento foi feito em um companheiro, eles sentem-se livres para perseguir seus interesses variados e busca pelo conhecimento. Mas logo eles se veem cara a cara, e com bastante rapidez com um grande problema, seus casamentos.
É freqüente e, infelizmente, o caso de os Racionais serem mal interpretados por seus cônjuges, que os acusará de serem frios e sem emoção, e de parecer distante e despreocupado com seu bem-estar.

Os NTs, por sua vez, ficam impressionados com o fato de sua maneira de se relacionar e amar pode ser vista por seus companheiros como distantes ou indiferentes, pois sabem o quão poderosa são as paixões que se intensificam dentro deles e o quanto eles estão interessados ​​em seus companheiros. Mas a falsa impressão – quase um estereótipo – da frieza racional continua a ser a fonte de muito desapontamento e conflito em seus casamentos.

Qual é a causa desse mal-entendido, essa discrepância entre aparência e realidade? A resposta reside na força combinada de três dos traços fundamentais dos indivíduos Racionais: a sua abstração, a necessidade de eficiência e, por último, o desejo de autonomia.

Em primeiro lugar, os racionais gastam grande parte de seu tempo absorvidos no mundo abstrato de idéias, princípios, teorias, tecnologias, hipóteses, modelos de pesquisa, projetos de sistemas e outros. Quando eles não estão intrigados por um problema do trabalho, eles estão estudando outros assuntos (a guerra civil, astronomia, fotografia), independentemente do objetivo de adquirir conhecimento – e isso faz com que muitas vezes pareçam sem contato com o mundo real das pessoas e objetos, e inconscientes dos eventos cotidianos e caseiros que compõem grande parte da vida familiar.

Piorando a situação, os NTs têm uma capacidade única de concentrar-se em qualquer problema que estejam tentando resolver – e eles estão sempre trabalhando em busca de soluções para esses problemas – o que pode fazê-los parecer distantes e preocupados com seu trabalho, perdidos em pensamento, como se um milhão a quilômetros de distância, mesmo quando sentado com a esposa na sala de estar.

Esta é uma das principais queixas de seus companheiros: que os NTs parecem despender atenção exclusiva ao mundo da teoria e da tecnologia, às custas de dar atenção suficiente para eles. As vezes os amigos e parceiros dos NTs se perguntam: Será que ele sabe que eu estou vivo?

E, no entanto, embora os Racionais possam parecer inconscientes de seus companheiros e vida doméstica ao seu redor, eles não são indiferentes ou não responsivos, geralmente mostram interesse genuíno quando essas pessoas e eventos são trazidos à sua atenção. O fato é que os NTs geralmente não percebem a realidade cotidiana – e isso inclui seus cônjuges – muito bem por conta própria.

Assim, o problema não é que os Racionais sejam frios e desumanos, mas que eles são, por natureza, ambos abstratos e altamente focados, e tem que ser lembrados de tirar o nariz
de seus livros, seus periódicos técnicos, seus arquivos de computador – para sair de
suas cabeças – e juntar-sem ao círculo familiar.

Mas há um grave revés, pois muitos maridos e esposas dos NTs sentem-se humilhados em ter que pedir à seus parceiros Racionais que lhes prestem atenção ou que dediquem tempo para a família. Eles querem e gostariam que seus parceiros Racionais pensem neles e se importem com eles por sua própria vontade, sem ter que ser lembrados,de uma forma espontânea de apreciação e amor.

E assim eles vão acumulando uma crescente raiva em relação ao NT, esperando espontaneamente interesse ou carinho por parte deles, e quando isso falha, eles os acusam de inconscientes ou indiferentes. Isso é impasse muito comum em casamentos com Racionais.

Juntamente com a sua abstração, os Racionais têm uma necessidade quase obsessiva
de serem eficientes em tudo o que eles fazem e dizem, o que significa que eles querem, em tudo que for possível, obter resultados máximos com o mínimo de esforço. Este esforço em busca da eficiência máxima em sua ações e comunicação, explica muitos dos problemas no comportamento do NT: Por confiarem na precisão da lógica, por exemplo, ou porque são evitam ao máximo cometerem erros, ou porque (sempre estão procurando por erros ou evitar esforço desperdiçado), muitas vezes franzem a testa e parecem irritados quando concentrados.

Ao mesmo tempo, essa obsessão com a eficiência se enquadra em um familiar
problema nos casamentos Racionais, a saber, que NTs relutam em falar sobre amor e sentimentos aos cônjuges, que muitas vezes são prejudicados pelo silêncio. Não é que os NTs não sintam amor por seus companheiros, mas, é que eles têm uma aversão por declarar o óbvio ou serem redundante, e assim uma vez que eles indicaram seus sentimentos ao escolher seu companheiro, eles não estão dispostos a se envolver em conversas de amor sentimentais, pois para eles, o próprio compromisso firmado é a declaração de amor. E enquanto não houver alteração no “acordo”, eles acreditam que está tudo bem com o relacionamento.

Porém, seus cônjuges podem desejar expressões mais freqüentemente verbalizadas de
carinho e preocupação, mas, para os Racionais sempre eficientes, repetir o que
está claramente estabelecido é um desperdício de tempo e palavras, e pode até criar uma dúvida sobre a sinceridade da mensagem, como se o parceiro “demonstrasse demais”.

Pois se uma coisa precisa ser dita, afirmada e reafirmada tantas vezes, deve ser porque a pessoa está em dúvida. E curioso que alguns NTs podem até ficar receosos quando ouvem demais palavras de amor, pois passam a acreditar que se a pessoa diz tanto, é porque não está convencida disso, e pode já não estar mais gostando dele, e assim sendo, causar preocupação no NT.

Uma vez que o NT se compromete com um companheiro, o compromisso permanece até ser notificado. Nada mais precisa ser dito. No entanto, muitas vezes, seus companheiros acreditam que essa falta de expressividade é devido à falta de emoção, e, novamente, os Racionais são acusados de serem frios e não românticos, ou, pior, de egoisticamente focar apenas em sua própria eficiência, como se fosse mais importante do que os sentimentos de seus companheiros.

A terceira causa da aparente frieza dos Racionais é a insistência na autonomia individual, tanto para si como para seus cônjuges. NTs não permitem abrir excessões quando se trata de sua própria autonomia. Eles são os mais egoístas e independentes de todos os temperamentos, e eles resistem (e evitam) com todas as forças à quaisquer coisas que os tente forçar a agir contra a vontade deles.

Para os Racionais, todo homem é uma ilha, sozinho em si mesmo, e a sua resistência dificulta as expectativas sociais ou morais que tentam controlá-los, sejam eles rituais, moda, regulamentos, códigos de conduta – aqueles “deve e não deve” – que governam a maioria dos comportamentos sociais. E isso se estende á coerção proveniente de instituições educacionais, governamentais, empresariais ou da própria instituição do casamento.

Assim sendo, se os Racionais detectarem nas mensagens de seus companheiros, mesmo a menor pressão para se comportar de forma socialmente aceitável, ou para ter uma atitude melhor – se eles sentem a sugestão mais sutil de obrigação social ou moral – eles irão rejeitar e recusar-se a cooperar, não só em questões importantes, como ter filhos, ou não dizendo mais “eu te amo”, mas também em coisas aparentemente triviais como limpar a cozinha, vestir-se para uma festa ou ajudar a fazer as compras.

Sua recusa pode assumir alguma forma de resistência silenciosa e passiva, ou uma explosão gelada, mas é raro que qualquer NT simplesmente siga ordens sem alguma palavra de protesto ou gesto de auto-afirmação. Na ocasião, eles podem morder o lábio e seguir o caminho para evitar uma discussão, mas isso seria motivo para um crescente incômodo.

Além dessa resistência à restrição interpessoal, Os Racionais sentem-se confortáveis ​​com os impulsos involuntários (impulsos, emoções, apetites, desejos) que estão dentro de si mesmos e procuram assumir o controle deles. NTs têm tantos desses impulsos irracionais como qualquer pessoa, mas eles são inatamente desconfiados deles – afinal, eles podem
levar à erros e ineficiência, ambos inaceitáveis.

Como baseiam seu auto-respeito em sua autonomia, NTs têm dificuldade em permitir à
eles próprios desistir do controle e seguir seus impulsos, emoções, e expressá-las livremente e abertamente. Pelo contrário, os Racionais tentam governar seus impulsos e dobrá-los à sua vontade, avaliando-os conscientemente e analisando-os, o que efetivamente os mata no processo. “Análise,” como os Artesãos gostam de dizer, “é paralisia”.

Não surpreendentemente, a força estrita dos Racionais em controlar seus impulsos também causa prejuízo em seus casamentos. Mesmo com seus entes queridos mais próximos, os NTs preferem restringir e esconder suas emoções por trás de uma posição facial imobilizada, com apenas seus olhos transmitindo profundidade de reação.

Uma exibição pública de emoção ou o carinho é particularmente repugnante para a maioria dos NT, não por modéstia ou respeito pelo decoro, mas porque mostra uma falta de autocontrole – um falta de autonomia – e essa atitude contribui para a imagem do Racional como o autômato frio e robótico.

NTs são até inclinados a manter certos aspectos de suas personalidades, bem como alguns de seus talentos, para si mesmos. Se exibir é repugnante para eles (é agir para os outros, não para si), e assim seus entes queridos ficam muitas vezes surpresos ao saber de alguma habilidade, ou interesse, ou face do Racional que não tinha ficado evidente anteriormente.

Mas não só os Racionais vivem de acordo com suas próprias luzes, eles esperam que seus companheiros façam o mesmo. Dependência pessoal (em álcool, por exemplo) é repelente para eles, mas também a dependência interpessoal. Racionais mostram pouca simpatia com os companheiros que se apoiam no Racional  para em busca de felicidade e de “se completar”.

Para os NTs, “Pessoas que precisam de pessoas” não são, como a música de Funny Girl diz: “as pessoas mais sortudas do mundo”.  Essas pessoas, para eles, estão carentes de auto-suficiência, e precisam tornam-se inteiros em si mesmos, autodeterminados e auto-centrados, para a Racional para continuar amando-os.

Com toda a justiça, os Racionais estão cheios de lealdade e apoio para os companheiros,
crianças, ou mesmo velhos amigos que precisam de ajuda, mas apenas se não há sinal de dependência ou jogo na pessoa carente. E se aqueles que estão perto deles (especialmente seus cônjuges) tentam os fazer uma muleta, ou esperam extorquir simpatia com alguma queixa exagerada, o NT vai se afastar rapidamente. Somos todos por conta própria na vida, diz o Racional, e ninguém pode fazer você feliz, senão
você mesmo.

A intenção dos Racionais de incutir seu próprio e feroz senso de autonomia
em seus entes queridos é uma base comum de problemas na relação, pois pode ternar uma obsessão para NT, tentar transformar o parceiro numa nova versão que ele acredita é uma pessoa melhor do que ele é. Infelizmente, essa atitude com seus entes queridos, acaba prejudicando à relação.

Na maior parte, no entanto, os Racionais tendem a respeitar os comportamentos de
seus companheiros, entendendo que são de outro temperamento, e assim não sentem que tem o direito de interferir neles – mesmo por seu próprio bem. Os erros,
ou pelo menos os erros não-lógicos, dos membros da família não são tratados como eles tratam os próprios erros, e portanto eles conseguem considerá-los de forma objetiva. (Os próprios erros do NT são aqueles que são inexcusáveis ​​e imperdoáveis.)

E no caso de uma briga companheiro, os Racionais geralmente não se deixam levar, mas seguem em silêncio, retrocedendo e observando o comportamento exagerado de seu companheiro curiosamente, e esperando que a própria raiva se dissipe. Infelizmente, esse desapego benigno muitas vezes só alimenta o fogo, e Racionais , ao invés de serem valorizados por sua paciência e autocontrole, são mais uma vez acusados ​​por seus companheiros de serem distantes e indiferentes.

Esta característica – cuidar sem necessidade de possuir – também se estende a muitos bens materiais. NTs tendem a ser relativamente desinteressados na aquisição de riqueza material além do que é necessário para segurança e conforto razoáveis, ou na aquisição de coisas caras (carros, jóias, roupas) apenas pelo status ou pelo orgulho de propriedade. Posse como um fim em si parece não parece motivá-los; Em vez disso, eles sentem-se satisfeitos aproveitando a beleza de, digamos, um carro antigo, um avião clássico ou um
objeto de arte requintado, aproveitando o seu design e construção eficientes,
e encontrar satisfação em seu elegante funcionamento.

Enquanto os NTs são periodicamente inspirados a adquirir a riqueza necessária para possuir brinquedos tão caros, esse desejo raramente dura. Sua atenção rapidamente se volta novamente ao teórico, e o interesse momentâneo em tornar-se rico dissipa – apenas para retornar de tempos em tempos com o mesmo resultado.

Certas coisas, no entanto, os Racionais acham irresistível de possuir, algumas vezes
para o deleite e às vezes para a irritação de seus companheiros. A propriedade é uma
tipo de posse que NTs tem uma poderosa necessidade de possuir, e isso pode
bem ter a ver com a vontade de assegurar sua liberdade pessoal e autonomia – a ideia de que a casa de um homem seja o seu castelo, segura da transgressão burocrática.

Possuir brinquedos tecnológicos é outra fraqueza dos NTs. ele pensará muito pouco no custo de comprar o design mais recente e eficiente de qualquer ferramenta eles acham útil, seja serra elétrica, câmera de vídeo ou computador hardware ou software. Os Racionais adoram se sentir capazes, como se pudessem lidar qualquer problema que possa surgir, e assim eles se cercam das melhores ferramentas disponíveis. E os NTs raramente perdem o interesse em possuir livros – eles são algumas das ferramentas mais valiosas. A casa de um Racional provavelmente será bem revestida, até mesmo espalhada, com livros: com revistas técnicas e dicionários, com obras de filosofia, história, biografia e física e social.

Para os Racionais, a sensualidade também tem muito a ver com a imaginação, da mesma forma com que para os Idealistas, e ambos os temperamentos são capazes de apreciar a nuances imaginativas da intimidade física que para Artesãos e Guardiões pode ser irrelevante ou mesmo insondável.

As mensagens que os NTs e os NFs enviam através do relacionamento físico são capazes de se tornar mais e mais complexas ao longo do tempo, como suas aberturas para o encontro sexual tornar-se enraizadas com sutilezas e simbolismo. Além disso, o grau da satisfação sexual no casamento de um NT será correlacionada com a proximidade mentalidade do relacionamento, e normalmente o ato sexual tem um significado além da mera brincadeira ou libertação da tensão sexual.

Ao mesmo tempo, o modo imaginativo da racionalidade na sexualidade pode às vezes bloqueiam a expressão plena de sua natureza física. A mulher NT, em particular, pode ter dificuldades com respostas sexuais, a menos que ela e o companheiro dediquem o tempo e esforço para entender suas necessidades, criando uma abordagem romântica através da exploração mútua de idéias, despertando tanto a mente quanto o corpo dela.

Na verdade, é provável que uma NT feminina seja sexualmente estimulada apenas por um companheiro que é tão brilhante quanto ela é, ou pelo menos por alguém cuja qualidade de opinião ela admira muito. Obviamente, isso coloca a NT feminina inteligente em uma posição de escolhas limitadas. O NT masculino tem um padrão ligeiramente diferente sobre o poder do cérebro.

Enquanto eles também preferem companheiras que são tão inteligentes como eles são (e mulheres não inteligentes na verdade os brocha), a sua atitude é mais atrelada a outras talentos da pessoa, ou talentos domésticos, sua companheira não precisa ser absolutamente igual à ele em termos intelectuais.

Os Racionais tendem a gostar de discutir idéias com seus companheiros, tomando
grande prazer na discussão animada de economia, política, história, ciência
(e muitos outros tópicos), quer um a um ou dentro de um círculo de amigos.
NTs insistirão em que a lógica seja adotada nessas discussões; para ter certeza,
lógica ou racionalidade é a outra área principal (além da autonomia) na qual
as racionais são susceptíveis de iniciar desejo de mudar seus cônjuges.

Os racionais parecem ter esperança eterna de que um dia possam convencer seus companheiros a compartilhar seu fascínio pela ciência e tecnologia, e que eles possam moldar seus entes queridos para serem mais lógicos em seus pensamentos e comunicação. Não é assim que todos deveriam ser?

Mas essas discussões são muitas vezes tão espirituosas quanto lógicas. Ao contrário do estereótipo deles como sempre frio e sérios, em geral tem um senso de humor bem desenvolvido, embora sejam divertidos, geralmente é sutil e, na maioria das vezes, baseado em um jogo de palavras. NTs especialmente desfruta do humor que é irônico ou que contém um inesperado duplo significado, mas isso não quer dizer que sua inteligência é sempre abstrata e pedante.

Já para os eventos sociais, os Racionais tendem a ter pouco tempo ou interesse. Notoriamente absorvidos em suas pesquisas, NTs (especialmente os NTs introvertidos) podem ser totalmente inconscientes, a menos que sejam lembrados, de rituais sociais anuais, e isso pode levar à dificuldade quando seu companheiro é um tipo para quem os aniversários, comemorações, feriados, férias são importantes.

Além disso, a maioria os NTs não ligam muito a sua aparência pessoal, particularmente para como eles se vestem, e se você vê alguém usando dois diferentes meias coloridas ou uma camisa com o preço pendurado na manga, é provavelmente será um NT. Isso pode envergonhar alguns companheiros de mentalidade social, que criticará mais tarde seus Racionais por serem tão descuidados.

Novamente, existem princípios de eficiência e autonomia envolvidas. Para Racionais , a roupa deve ser eficiente, não estar na moda, o que significa que deve ser confortável e funcional, e de preferência de baixo custo. Na verdade, dar valor a cor ou estilo ou rótulos caros é pior do que um desperdício de tempo, indica estar seguindo a moda e multidão, tentando agradar aos outros e, portanto, uma perda de autonomia. As mulheres NT têm praticamente essa mesma atitude sobre roupas, e também sobre estilos de cabelo, maquiagem, jóias e similares.

A NT feminina, se ela atende a essas questões da moda, tenta manter sua aparência sem pretensão, querendo dedicar o menor tempo e atenção possível para agradar o exterior e cuidar para agradar apenas a si mesma e manter o marido feliz.

RacionalArtesão

A falta de possessividade e relutância dos Racionais interferir com seus companheiros faz uma combinação muito agradável com os espevitados Artesãos amante da liberdade. Nos SPs, os NTs encontram companheiros tão irreverentes quanto eles, tão dispostos a ignorar as convenções, e apenas se orientar à resultados.

Os NTs admiram o interesse de seus SPs em ferramentas e habilidades em ferramentas, e ao mesmo tempo eles encontram neles uma aptidão para diversão, improvisação, espontaneidade – até mesmo travessuras – o que pode ajudar a tirar o NTs de suas cabeças e mostrar-lhes como se soltar.

Os Racionais precisam aprender a jogar, e os Artesãos adoram aproveitar tudo ao seu redor. Claro, as vezes, a diversão do SPs e os jogos podem parecer frívolos para os NTs. Mas, mais do que isso, SPs também podem decepcionar os seus companheiros NTs por sua falta geral de interesse no mundo interno.

Os NTs gostam de expor suas teorias e hipóteses e descrever suas últimas invenções e paradigmas para seus companheiros – às vezes, até conversas na mesa do café da manhã podem se transformar em palestras detalhadas. Mas é muito difícil para os NTs manter a atenção do SP em assuntos abstratos, e Racionais são rápidos em observar quando o interesse diminui e seus companheiros começam a transformar a conversa em algo mais concreto,  e questões pés-no-chão, e consequentemente, se desinteressarem.

RacionalGuardião

Enquanto os Guardiões geralmente não assumem a liderança na compatibilidade com os Racionais, eles podem oferecem aos Racionais um presente inestimável como um companheiro: um centro estável e confiável em casa.

Preocupados como estão em suas viagens intelectuais, confinados em suas torres de marfim, os NTs muitas vezes perdem contato com o funcionamento cotidiano da vida familiar, e um companheiro de SJ felizmente se propõe a ter certeza que as tarefas rotineiras estão sendo cumpridas. SJs também consideram que os NTs tem uma vida social – mas nem tão variada e emocionante como SP, talvez, mas uma vida social completa, agradável, muitas vezes familiar.

NTs e SJs compartilham um forte senso de lealdade aos amigos íntimos e família, e SJs garantem que seus companheiros NTs se lembrem de participar das funções sociais e tradições familiares que de outra forma poderiam esquecer. Racionais precisam ser lembrados de se relacionar com as pessoas, e os Guardiões adoram ajudar seus companheiros a se lembrar de suas obrigações sociais.

Se for levado muito longe, é claro, os “lembretes sociais” dos SJs podem soar para os NTs como irritantes, e eles serão veementes em protegem sua autonomia, em relação ao ser parceiro SJ.

Porém, um problema e importante é que os Guardiões, por mais inteligentes, e tenham seus papéis logísticos concretos, têm pouco interesse no mundo abstrato da análise de sistemas dos Racionais e interesses tecnológicos.

O NTs pode não precisar de uma grande quantidade de interação intelectual com seus companheiros, especialmente se eles são capazes de discutir e fazer seus brainstorms com seus colegas no trabalho. Uma vida social satisfatória, família, a vida e a vida sexual podem ser suficientes para eles. Mas Racionais ao se relacionarem com companheiros concretos, como os  (Guardiões ou Artesãos) às vezes sentem que está faltando algo vital em sua conexão.

RacionalRacional

Dois Racionais casados ​​entre si não têm este problema. É provável que estejam fascinados por pesquisas e descobertas, por suas ferramentas e tecnologias, e quando eles encontram tempo para se juntar, eles têm discussões intensas, lógicas, esotéricas, críticas e competitivas.

Esta competição pode ficar áspera em certos momentos, onde os NTs irão para a jugular do outro no calor do argumento, mas o principal problemas no relacionamento NT-NT é exatamente o oposto: cada um tende a ficar absorvido em seu próprio mundo cognitivo, cada um esquecendo de notar o outro, e assim duplicando a distância a ser superada no relacionamento. Os Racionais casados com outros Racionais precisam saber como se afastar de seu trabalho e se encontrar e aproximar no nível pessoal.

RacionalIdealista

O casamento com um Idealista é provavelmente a melhor opção para um Racional. NTs e NFs compartilham um interesse permanente mundo interno, e assim podem encontrar uns com os outros, um companheiro para compartilhar idéias abstratas. Um amor mútuo por insights e conceitos, até mesmo uma fluência semelhante com a linguagem abstrata, que os vincula com segurança.

Ao mesmo tempo, os NF geram um calor para os seus relacionamentos que atraía aos analíticos e auto-controlados NTs, e ajuda-os a pôr de lado seu trabalho e dedicar tempo para uma vida pessoal.

Conflitos, é claro, são inerentes a ambas as áreas da atração Racional-Idealista. Se compartilhar idéias com um NT significa argumentar sobre definições, categorias lógicas e conseqüências necessárias, pode ser oneroso para os NFs, que estão dispostos a participar de tais debates por apenas curtos períodos de tempo e somente se a discussão continuar sendo amigável.

E o conflito pode vir da resistência do NT em demonstrar emoção, e o desejo do NF por conexão emocional e  expressividade, pode ser um problema em seus relacionamentos, embora isso geralmente seja ofuscado pela incomum compatibilidade desses dois temperamentos.

Quer saber mais sobre os Temperamentos? Sim! Claro que quero…

Anúncios

Deixe uma resposta

Powered by WordPress.com. Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: