Estilos Românticos

Publicado por

Essa série de posts são traduções e adaptações dos perfis dos 16 sociotypes do Socionics: link de referência

Agora temos um Grupo no Facebook

Viktor Gulenko propôs quatro grupos de estilos de romance/erótico, também denominados grupos de “comportamento erótico” ou “atitudes eróticas”. Outros socionistas, como Valentina Meged e Aleksandr Bukalov, também escreveram sobre como o tipo influencia o comportamento em relacionamentos íntimos, mas discutiu o comportamento típico dentro das quadras.

A abordagem de Gulenko era encontrar um terreno comum entre tipos de quadras diferentes. Obviamente, todas as interpretações nesta área assumem ou concluem que o maior grau de compatibilidade nessa área é entre pares Dual.

Em essência, existem quatro atitudes diferentes que podem descrever os desejos e expectativas egoístas (sexuais) de uma pessoa de suas interações com os outros. A tendência geral dessas atitudes parece o conflito ou a dualidade entre os adultos (ou condescendente ou assertivo) e internamente infantis (ou rebelde ou resistente).

Os estilos de romance de Gulenko são definidos pelo elemento irracional nas funções Ego do indivíduo:

Agressor : Se Se No bloco EGO: SLE, LSI, SEE, ESI
Vítima : Ni Ni No bloco EGO: EIE, IEI, LIE, ILI
Cuidador : Si Si No bloco EGO: ESE, SEI, LSE, SLI
Infantil : Ne Ne No bloco EGO: ILE, LII, EII, IEE

Os “estilos de romance” referem-se especificamente à interação romantica / sexual – mostrando atração física, interesse e desejo, flerte e comportamento sexual presentes nos relacionamentos românticos. Esses estilos se aplicam muito menos às relações entre amigos ou parceiros de negócios.

1. Vítima

– ENTj – INTp – ENFj – INFp

Os tipos Vítima, identificados como tais por Viktor Gulenko, são os quatro tipos com Ni em seu bloco Ego. Apesar das diferenças entre esses tipos em termos de temperamento, função de base e valores de quadra, parece que, na área de atração física, desejo e flerte, o elemento Ego Ni, juntamente com suas expectativas de comportamento de estilo Se em parceiros íntimos, é o fator mais visível no comportamento de um tipo Vítima.

Este estilo de romance é definido por foco em Ni que é dinâmico, irracional e introvertido, com percepções de imagens internas longe da realidade física atual. Isso significa que uma Vítima vê a atração entre dois indivíduos como um estado dinâmico, o que ele sente é completamente natural.

Isso explica a inclinação de uma Vítima a se concentrar na atração mútua, ou particularmente na atração sentida pela outra pessoa, tanto quanto em suas perspectivas e implicações à mais longo prazo, bem como uma certa expectativa de que o parceiro continuará a agir de forma a confirmar essaa atração ao longo do tempo.

A falha por parte do parceiro em fazê-lo resulta no indivíduo Vítima assumindo que o interesse já está mudando. O indivíduo Vítima conta com o parceiro para trazer de forma forçada o indivíduo “de volta para a terra” e faze-lo se concentrar na realidade física imediata, continuamente.

Características típicas do estilo de romance Vítima

  • Propenso a dúvidas iniciais sobre a intensidade de interesse próprio em outra pessoa
  • Nem sempre confiante em revelar esse interesse
  • Inclinado a focar se a outra pessoa pode ou não corresponder ao interesse
  • Inclinado a questionar se o interesse da outra pessoa permanecerá constante ao longo do tempo
  • Preferência por parceiros que provocam no indivíduo um certo sentimento de admiração em termos de poder, presença física e similares
  • Apreciação pelo senso “jogo de poder” presente ao interagir com esses parceiros, com aceitação de um ligeiro sentimento de superioridade por parte do parceiro, sem nunca realmente “submeter-se” à eles
  • Isso assume a forma de um indivíduo que espera que o parceiro seja “mal” de vez em certas ocasiões
  • No caso dos homens Vítima com parceiros femininos, essa última característica assume uma característica análoga a um “cavaleiro devotado à sua princesa”
  • Inclinação para admitir abertamente que um relacionamento foi encerrado pelo parceiro e não pelo próprio indivíduo

Percepção de outros estilos de romance

  • Vítima: Vítimas tendem a perceber as outras Vítimas como intolerantes e inconstantes, como se estivessem jogando jogos ou comportamento “puxa-empurra”, mas também como parceiros emocionantes se um nível de “certeza” sobre o relacionamento for atingido.
  • Agressor : Vítimas tendem a perceber os Agressores como agradavelmente reconfortantes do seu interesse e propensos a tomar a iniciativa nessa área. Eles acham a confiança sexual do Agressor atraente e que isso reflete positivamente sobre si mesmos.
  • Cuidador: Vítimas tendem a perceber os Cuidadores como parceiros confortáveis ​​e até um ponto tranquilizadores, mas também um pouco tediosos, levando à uma sensação de estagnação. A inclinação do Cuidador à tratá-los como indefesos é percebida como um pouco insultante.
  • Infantil: Vítimas tendem a perceber os tipos Infantis como muito patetas e esperando um tipo de atenção que as vítimas consideram exigente demais. As mulheres vítimas são propensas a ver os homens Infantis como irritantes.

2. Infantil

– ENTp – INTj – ENFp – INFj
Os tipos Infantis, identificados como tal por Viktor Gulenko, são os quatro tipos com Ne em seu bloco ego. Apesar das diferenças entre esses tipos em termos de temperamento, função base e valores quadra, parece que, na área de atração física, desejo e flerte, o elemento ego Ne, juntamente com suas expectativas de comportamento de estilo Si em parceiros íntimos, É o fator mais visível na manifestação do comportamento “Infantil”.

Este estilo de romance é definido pelo foco em Ne, que é estático, irracional e extrovertido, com percepções focadas em possibilidades e alternativas à realidade presente estática, que o indivíduo percebe intrinsecamente chata e estagnada.

Isso significa que uma pessoa de tipo Infantil vê a atração entre dois indivíduos como um estado estático, também do ponto de vista da outra pessoa, a qual ele tenta fazer “se mover” ao pensar ativamente em variações do estado estático atual em que ela se encontra e como muda-lo/melhora-lo.

Isso explica a inclinação dos tipos Infantis para se concentrar na atração mútua, ou particularmente na atração sentida pela outra pessoa, achando que essa atração nasce e se mantém quando a pessoa está exposta ao lado inesperado, imaginativo, divertido, até mesmo “estranho” da vida, da realidade, e um ao outro, um comportamento que pode ser descrito como característico de crianças pequenas.

Este foco vem junto com uma sensação de desamparo em relação ao seu próprio bem-estar físico como percebido por Si, por isso ele recebe bem a ajuda de outros nessa área.

Características típicas do estilo de romance Infantil

  • O interesse é suscitado por parceiro com atributos estéticos positivos, excetuando a sexualidade ativa e “agressiva”
  • Tendem a tentar atrair o interesse do parceiro com o comportamento de brincadeira, pateta ou mesmo “estranho”
  • Tente ajudar o parceiro a ver o lado inesperado e divertido das coisas
  • O interesse é mantido ou esfria de acordo com a resposta do parceiro a esse comportamento
  • Apreciação pelo parceiro que se preocupa ativamente com o conforto e necessidades diárias do indivíduo
  • Neutro em relação à admissão externa sobre quem tomou a iniciativa de acabar com um relacionamento, o “poder” é visto como sem importância em tais assuntos

Percepção de outros estilos de romance

  • Vítima: Infantis tendem a perceber Vítimas como paranoicas e confusas, e que enviar sinais confusos sobre seu interesse.
  • Agressor: Infantis tendem a perceber Agressores como um pouco “ásperos” e até mesmo um pouco assustadores em certas ocasiões, e as vezes desagradáveis.
  • Cuidador: Infantis tendem a perceber os Cuidadores como reconfortantes e agradáveis, com uma sensação deliciosa de diversão.
  • Infantil: Infantis tendem a perceber outros tipos Infantis como divertidos para passar o tempo, mas também como desamparados e exigentes de uma forma que eles vêem como estressantes.

3. Cuidadores

– ESTj – ISTp – ESFj – ISFp

Os tipos de Cuidadores, identificados como tal por Viktor Gulenko, são os quatro tipos com Si em seu ego. Apesar das diferenças entre esses tipos em termos de temperamento, função base e valores de quadra, parece que, na área de atração física, desejo e flertar, o elemento ego Si é o fator mais visível na determinação do comportamento dos Cuidadores.

Este estilo de romance é definido por foco em Si, que é dinâmico, irracional e introvertido, com percepções da realidade atual e das sensações físicas ao invés de imagens internas.

Isso significa que um cuidador vê a atração entre dois indivíduos como um estado dinâmico, o que ele sente é completamente natural, pois ele também vê o conforto físico e o bem-estar de outra pessoa como dinâmico.

Isso explica a inclinação de um Cuidador a se concentrar na atração mútua, ou particularmente na atração sentida pela outra pessoa, relacionada ao bem-estar físico dessa pessoa. As próprias percepções de Si dinâmicas e introvertidas do indivíduo levam à uma sensação de morosidade e tédio, o que o faz com que os impulsos Ne de outra pessoa sejam bem-vindos para sacudi-lo de vez em quando.

Características típicas do estilo de romance Caregiver

  • A atração é naturalmente provocada pelos atributos estéticos percebidos no parceiro, mas esfriam se esses atributos forem acompanhados por uma percepção de sexualidade “muito agressiva”
  • Inclinação para ternura, abordagem “macia” em vez de “dura”
  • Propensos a adotar abordagem materna para o conforto físico e as necessidades do parceiro
  • O interesse é mantido se o parceiro mostrar-se satisfeito e dê valor à esta abordagem
  • Propenso a assumir que o parceiro precisará de ajuda em questões práticas e diárias
  • Neutro quanto a quem terminou um relacionamento, o “poder” não é visto como importante em tais assuntos

Percepção de outros estilos de romance

  • Vítima : Cuidadores tendem a perceber as vítimas como enigmáticas e nunca satisfeitas, às vezes como paranoicas e inseguras.
  • Aggresssor: Cuidadores tendem a perceber os Agressores como um pouco acima do nível desejado em sua abordagem, interações românticas e sexualidade e, portanto, não é agradável ter relações íntimas estáveis ​​com eles.
  • Cuidador : Cuidadores tendem a perceber outros Cuidadores como parceiros confortáveis, mas, em última análise, de alguma forma, menos satisfatória.
  • Infantil : Cuidadores tendem a perceber os tipos infantis como parceiros deliciosos, com um senso de diversão que traz alegria às suas vidas.

4. Agressores

– ESTp – ISTj – ESFp – ISFj

Os tipos Agressores, identificados como tal por Viktor Gulenko, são os quatro tipos com Se em seu ego. Apesar das diferenças entre esses tipos em termos de temperamento, função de base e valores de quadra, parece que na área de atração física, desejo, flertar e semelhantes, em relacionamentos íntimos, o elemento irracional do ego Se, juntamente com suas expectativas do comportamento de estilo Ni em parceiros íntimos, é o fator mais visível no comportamento de um Agressor.

Esse romance é definido por foco em Se, que é estático, irracional e extrovertido. Isso significa que um Agressor vê atração para outra pessoa como um estado estático, o que ele sente que cabe a ele mudar de direção mais de acordo com sua preferência.

Isso explica a inclinação de um Agressor a tomar a iniciativa de se aproximar do objeto de seu interesse e ser “implacável” em sua busca, bem como, mesmo durante um relacionamento estabelecido, continua tentando “agitar as coisas” ou “mover as coisas “. Se seu parceiro não é receptivo à tal comportamento, isso desencoraja o Agressor, e resulta em seu interesse se desfazendo.

Características típicas do estilo de romance Agressor

  • Não tem dúvidas quanto ao seu interesse por outra pessoa
  • Não é provável hesitar em revelar esse interesse
  • O foco é mais sobre o interesse próprio interesse do que se a outra pessoa possa ou não corresponder
  • A interação romântica é mais sobre “dura” do que “terna”
  • Precisa sentir algum senso de “superioridade” em relação ao parceiro, mas vale a pena apenas se o parceiro for visto como capaz de dar continuidade à esse sentimento
  • Isso assume a forma de jogos de poder, que outros podem considerar cruel ou malandro
  • No caso das mulheres Agressoras com parceiros masculinos, o acima tende a assumir a característica de uma mulher que espera uma devoção total do parceiro, em vez de ser “mandona”
  • Pouca inclinação para admitir externamente não ter sido o responsável por acabar com um relacionamento

Percepção de outros estilos de romance

  • Vítima : Agressores tendem a perceber as vítimas simultaneamente, como agradavelmente capazes de “manter-se” em relação a interações mais “intensivas”, e também como não propensas a se irritarem facilmente, ou em sempre querer “ganhar”. As mulheres Agressoras percebem os homens vítimas como totalmente devotados, mas “fortes” de forma tranquilizante.
  • Agressor : Agressores tendem a perceber outros Agressores como parceiros excitantes dignos de admiração e respeito, mas, em última instância, ficam insatisfeitos devido a uma sensação de competição sem fim, que se torna frustrante.
  • Cuidador : Agressores tendem a perceber que os Cuidadores são um tanto chatos e condescendentes.
  • Infantil: Agressores tendem a perceber os tipos infantis como muito patetas e sem sentido, em última análise, não levando-os a sério como parceiros.

Teoria da compatibilidade entre as atitudes eróticas

Altamente Complementares

  • (Cuidador e Infantil): os tipos Cuidadores acham o Infantil ideal para receber seus cuidados e conselhos parentais, enquanto os tipos Infantis gostam principalmente de ter suas necessidades egoístas de “cuidar de mim”, atendidas pelos tipos de Cuidadores.
  • (Agressor e Vítima): os tipos Agressores acham o tipo Vítima o mais ideais para aceitar suas tentativas de programação e controle, enquanto os tipos Vítima, em sua maioria, gostam de ter suas necessidades egoístas de “ver se você pode me domesticar” satisfeita pelos tipos Agressores.

Medianamente Complementares

  • (Cuidador e Vítima): os tipos Cuidadores acham que os tipos Vítima são menos ideais para receber seus cuidados e conselhos parentais, enquanto os tipos Vítimas em sua maioria evitam suas tentativas de acalenta-los, uma vez que não parecem agressivos o suficiente.
  • (Agressor e Infantil): os tipos Agressores acham que os tipos Infantis são menos ideais para aceitar suas tentativas de programação e controle, enquanto os tipos Infantis evitam as suas tentativas de dominá-los, uma vez que não parecem suficientemente suaves.

Pouco Complementares

  • (Cuidador e Agressor) : os tipos de Cuidadores acham os tipos Agressores mais insatisfeitos em receber seus cuidados e conselhos parentais, enquanto os tipos de Agressores sentem-se frustrados pela tentativa de estimulá-los ou manipula-los, uma vez que os faz sentir como tipos de ” vítima “.
  • (Infantil e Vítima): os tipos Infantis acham que os tipos Vítimas são insatisfeitos por ter suas necessidades de “cuidar de mim”, enquanto os tipos Vítima na maioria das vezes ficam desapontados com as formas do Infantis atuarem, pois não parecem dominantes o suficiente.

Os 16 tipos

1. Cuidador

Os tipos Condescendentes

ESTj “Diretor” ISTp “Artesão”
ESFj “Entusiasta” ISFp “Mediador”
  • Considera outras pessoas de forma atenciosa e às vezes arrogante que se assemelham a uma espécie de “figura pai”, onde todos os outros precisam de sua atenção e devem ouvir seus conselhos.
  • Interage como intenção de controle não-agressivo, geralmente de uma maneira carinhosa, esperando que outros aceitem seus cuidados sem rebelião.
  • Não gosta de mostrar sinais de agressão, especialmente quando outros rejeitam seus cuidados, produzindo frustração.
  • Geralmente, toma um tom “condescendente” com os outros, assim, são facilmente vistos com uma atitude: “Eu sei o que é melhor para você (como seu pais) …”.

2. Infantil

Os tipos Rebeldes

ENTp “Buscador” INTj “Analista”
ENFp “Psicólogo” INFj “Humanista”
  • Tem muitas necessidades e podem parecer egoístas (como uma criança) esperando que os outros se adaptem totalmente a esse comportamento.
  • Pode parecer abertamente carente de amor e cuidado, embora pareça abertamente rebelde contra os cuidados direcionados à eles, preferindo o tipo de atenção “correto”.
  • Não quer que o parceiro os controle diretamente, e prefere ter “limites” flexíveis colocados à eles.
  • Odeia sinais de agressão ou indiferença em outros, portanto, geralmente aparece como tendo uma atitude: “Eu quero sua amizade (se você espera minha atenção) …” .

3. Agressor

Os tipos Assertivos

ESTp “Marechal” ISTj “Inspetor”
ESFp “Embaixador” ISFj “Guardão”
  • Considera os outros de uma maneira abertamente arrogante e agressiva esperando uma submissão mental completa.
  • Pode ter um visual muito semelhante à Vítima usando métodos indiretos para controlar os outros e se tornar agressivo quando se recusam a submeter-sem.
  • Odeia sinais de fraqueza em si, portanto, interage como um neurótico por controle ou mandão.
  • Normalmente, toma um tom insistente para com os outros, apresentando uma atitude: “Estou com controle (como seu supervisor) …” .

4. Vítima

Os Tipos Resistentes

ENTj “Pioneiro” INTp “Critico”
ENFj “Ator” INFp “Romântico”
  • Pode projetar uma visão submissa ou arrogante de si mesmos.
  • A versão submissa nunca questiona o controle do parceiro, porém espera que eles “mostrem o caminho” no relacionamento.
  • A versão arrogante parece agressiva e sempre desafia as pessoas, para encontrar alguém que aja mais forte do que ele.
  • Odeia sinais de fraqueza em outros, portanto apresenta uma atitude: “Eu quero que você me controle (se você puder) …”.

SubTipos

Pseudo-Agressores/Empregados: INTp, ENTj 

Estes são tipos que exibem tendências agressivas em sua vida cotidiana e, como resultado, tendem a transpor essas noções e temperamentos para sua vida romântica.

Eles normalmente não estão confortáveis ​​com conotações da palavra “vítima” – implicando certa fraqueza, severidade e falta de dignidade. Na busca de um parceiro, eles estão procurando por um oponente digno – alguém que é forte o suficiente para suportar suas peculiaridades sem “quebrar”, por assim dizer.

Agressores/Empregadores: ESFp, ISFj

Esses tipos, como os conquistadores, expressam sua sexualidade abertamente. Na vida quotidiana, eles tendem a ser bastante submissos e, como resultado, tendem a levar essas tendências à sua vida romântica.

Eles são conquistados por atos indiretos de submissão, e ficam emocionados quando seu interesse amoroso (no caso do tipo “pseudo-agressor”) age diferente dele mesmo. Em um parceiro, eles estão procurando por um igual – alguém cuja fachada sólida eles possam quebrar peças por peça.

Conquistadores: ESTp, ISTj

Estes são tipos assertivos que não hesitam em sua própria sexualidade. Eles expressarão seu próprio desejo sem reservas. Eles são conquistados por demonstração direta de submissão (apenas depois de sentir que eles ganharam).

Sentirão-se insultados se o seu interesse romântico lhe dê o “título” sem “briga” e sentem-se aborrecido se a luta for facilmente conquistada. Ele, como o Pseudo-Agressor e o Desafiador, estão buscando encontrar o seu competidor idela. Alguém ele pode jogar seus jogos quase sádicos sem “quebrar”.

Desafiadores/Troféus: INFp, ENFj

Estes são os tipos que inconscientemente jogam a “luva” para os adversários. Eles sabem em um nível quase subliminar exatamente quem eles estão procurando, e qualquer um que não se encaixa no perfil, será cortado de forma fria ou através de atitudes ambíguas (quente-frias).

Como resultado, eles podem parecer (tanto para os outros quanto para si mesmos) um pouco amorfos e podem assumir qualidades das outras atitudes românticas, dependendo da situação e de quem estão “desafiando”.

Eles reagem melhor, no entanto, para aqueles que não “quebram” como resultado de seus jogos, e concedem-lhes um nível de autonomia. Exemplos saudáveis ​​desse tipo terão um senso de auto-estima, e podem pensar em si mesmos como o “prêmio” que será dado somente ao “proprietário legítimo”.

Pseudo-Cuidadores/Estudantes: ENFp, INFj

Estes são tipos que exibem tendências paternas/maternas para com os outros em suas vidas cotidianas e, portanto, podem levar essas noções e temperamentos à sua vida romântica.

Estes tipos habitualmente tentam dar a seu parceiro o que ele/ela “precisa” (ou o que eles acreditam que eles precisam). Como resultado, eles podem se tornar drenados por falta de atendimento às suas próprias necessidades e desejos. Em um parceiro, eles estão procurando uma combinação de força e gentileza.

Professores: ESTj, ISTp

Se eu fosse descrever a abordagem desse tipo para o amor, seria “sério”. Ele aproxima seu interesse amoroso quase com a intenção de “ensinar”. Seu carinho pode as vezes ser interpretado de forma errada, possivelmente como condescendência.

Como o tipo Infantil, ele pode tender a viver “sexualidade incomum” e pode ter que intelectualizá-la para se sentir confortável. Ele está à procura de um aluno digno.

Tipos Infantis: ENTp, INTj

Estes tipos parecem existir fora de sua própria sexualidade. O sexo deve ser metabolizado psicologicamente para eles de forma quase rotunda – como uma entidade emocional, ou possivelmente até mesmo um exercício intelectual.

Em um parceiro, eles estão procurando alguém que saiba lidar (e proteja) suas peculiaridades e compreenda sua sexualidade no mesmo nível intelectual/emocional.

Cuidadores: ESFj, ISFp

Estes são aqueles que expressam abertamente sua necessidade de “proteger” e cuidar do seu interesse romântico. Na conversa, muitas vezes pode dar uma atenção simpática (que, dependendo da pessoa, pode ser interpretada como insinceridade, mas é exatamente o que o tipo Infantil está procurando). Eles estão procurando por alguém que não só aceitará suas tendências paternas/maternas, mas as considere bem-vindas.

GulenkO_Erotic_Attitudes

Quer saber mais sobre Socionics? Claro, porque não?!

Anúncios

Deixe uma resposta