Anúncios

INFP vs INTP

Quer ver outras comparações interessantes? Obviamente!

Agora temos um Grupo no Facebook

INTP Logicista/Arquiteto TiNe, Si, Fe
INFP Mediador/Curandeiro FiNe, Si, Te

Contrastes

A princípio não deveria haver confusão entre esses dois tipos mas há.
Pois tanto a Fi quanto a Ti são extremamente analíticas, e como ambos tem Ne compartilham o ávido interesse por serem reclusos da sociedade, de manter os desejos de suas funções introvertidas intactos (Fi, me preocupo com o que sinto e minhas convicções então não mudo de opinião) e (Ti, me preocupo com meus interesses e estimulante mentalmente).

Pela Ne temos a vontade intensa de aprender tudo sobre os tópicos que nos interessa.
Pela Ne (serem Ps) compartilham da falta de vontade de engajar em coisas mundanas, tarefas do lar, sociedade, ir ao banco, mercado, pagar contas, e qualquer coisa que a maioria das pessoas (que são SJs) acha hiper normal, os Ps tendem a abominar e procrastinar essas tarefas ao máximo na esperança que alguém as faça por nós. (Algum SJ aí para cuidar da gente?)

Ti e Fi são similares na busca da estrutura subjacente de qualquer coisa. A ideia é entender como aquilo funciona, mas enquanto a Ti geralmente se preocupa com estruturas mecânicas ou da natureza (Einstein) a Fi se preocupa com estruturas psicológicas e emocionais.
Então porque confunde? Quando envolve a inferior…

Ambos são extremamente sensíveis à incongruências e é algo que os incomoda profundamente. Ti percebe incongruências lógicas, por exemplo “O gato late” ou alguém dizendo “isso é relativo” quando o ponto discutido não tem nada de “relativo”. 

Já Fi odeia profundamente incongruências psicológicas e éticas, e de autenticidade. Por exemplo, alguém que diz “sou uma pessoa bem humilde”, é irritante pois a própria declaração já mostra a falta de humildade da pessoa, ou a pessoa diz ser algo que não é, e age de forma diferente da qual ela se pinta, demonstrando incongruência de caráter. Por isso Fi não perdoa traições. 

A inferior é fonte de muita insegurança e por isso, algumas pessoas tendem a sentir essa insegurança sem saber desde cedo, e tentam, por isso, compensar externamente estudando ou se especializando em áreas relacionadas a inferior, para apaziguar essa sensação de fraqueza ou falta.

Logo muita gente escolhe a profissão pela inferior, e depois passa a vida se perguntando como foi parar ali, em algo tão fora do que lhes é natural (dominante), e amaldiçoando a faculdade e profissão que escolheu. Esse é o motivo. Muito melhor seria escolher algo que agradasse a dominante e nos fosse natural, mas que tivesse um componente da inferior. Mas ninguém conta isso para gente…

Exemplo INTP fazendo próteses mecânicas para pessoas desabilitadas ou um máquina de ressonância magnética mais potente, ou INFP se engajando em estudos mais avançados e técnicos em sociologia, psicologia, escrita, etc, e realmente colocando a mão na massa e fazendo a diferença no mundo (Te).

Os INFPs ou INTPs que confundem seu tipo, pode ser por isso.
Por ter seguido o sussurro maldito da sua Te Inferior, o INFP que seguiu a carreira em exatas, vai se achar um INTP, pois Fi-Te, pode lembrar uma Ti.
E os INTPs que seguiram o canto da sereia da sua Fe Inferior, vão se sentir INFPs, pois Ti-Fe, pode lembrar uma Fi.

Ambos são extremamente reclusos, porém o INFP “precisa” de alguém ou poucas pessoas íntimas, mesmo longe ou muito ocupado, ele vai sentir a necessidade de saber que as pessoas especiais estão “lá”, à uma mensagem de distância. Fi é muito apegado às pessoas que ama. E sempre quer estar perto delas, gostamos muito de estar “juntos sozinhos ou sozinhos juntos”, ou seja, estar na nossa cabeça e fazendo nossas imersões profundas em nós mesmos e nos tópicos que adoramos, MAS poder olhar pro lado e ver a pessoa ali, só para pararmos de vez em quando e dar um beijo ou abraço nela.

Ti não tanto, quando em Ti mode, tentando resolver seu puzzles mentais, esquece que existem outros humanos (namorada, amigos, sociedade) no mundo, e os deixam de lado. Logo, o terror de seus amigos(as) e namorados(as) F, que ficam num saara emocional. E ficam “reclamando” de não ter atenção.
Einstein era um gênio, mas um péssimo marido, egocêntrico e egoísta…

INFP tem muito mais facilidade em saber exatamente o que sente a cada segundo de cada dia ao longo de sua vida. Temos uma paleta de emoções imensa, com centenas de tons diferentes, temos 10, senão 20, definições diferentes para a emoção que um INTP chamaria de “triste”. Se o INTP tiver 4 tipos de emoção é muito (Triste, Feliz, Bravo e Normal), Isso como ele entende na cabeça dele, pois também tem uma variedade de emoções, só que a mente dele não processa isso e categoriza bem toscamente. E na opinião deles isso é ótimo(!), pois libera a CPU para pensar em coisas mais “importantes” como criar um cachorro robótico ou descobrir porque o vidro é transparente ou porque as coisas caem.

Nesse ponto os INFP são geralmente mais emocionalmente maduros que o INTPs. Sim somos muitos mais emocionais e sentimos muito mais, somos afetados muito mais pelo ambiente emocional dos outros e por isso nos preocupamos. Mas estamos de certa forma tão acostumados com isso que com o tempo compreendemos nossas emoções (na medida do possível e da maturidade de cada um), e aprendemos liderar e lidar com nossas poderosas emoções ao longo das eras.

Já o INTP “acha” que é mais maduro emocionalmente pois ele suprime as emoções, mas essa é exatamente a prova, ao suprimir por achar idiota, inútil, uma fraqueza ou temer as emoções, não praticam entendê-la e dominá-la ao longo tempo.
Aí, quando finalmente algo passa pelas barreiras mentais e psicológicas que construíram para se proteger, e uma flecha pega na Fe Inferior, saí de baixo…

Quem já viu um INTP perder o controle emocional sabe que ele vira uma criancinha indefesa que não consegue parar de chorar. Do tipo a qual nós INFPs largariamos tudo para acudir e encher de carinho e atenção hahaha. (Fatos reais)

Porque enquanto Fi tende a querer “dar” amor, a Fe tende a querer amor, e por isso precisam tanto da aceitação das outras pessoas e andam em ovos para não maltratá-las.
Fi consegue ser meio cavalo as vezes, pois estamos preocupados com o que *nós* sentimos (Introvertida), já Fe está preocupada com que os *outros* sentem (Extrovertida). Cada uma tem seu lado bom e ruim.

Por outro lado, a fraqueza do INFP é essa, por sermos F, nós temos MUITA dificuldade de separar o sujeito do objeto. O que sentimos e o acontecimento se tornam a mesma coisa, nossas emoções são uma extensão do que ocorre fora, e vice-versa. Já os INTPs veem os acontecimentos externos mais claramente e são capazes de julgar melhor as situações que tenham um componente humano pois mantém as emoções em check, vendo os fatos concretos e os erros na lógica apresentada de forma desapegada.

Nós INFPS, não, se a pessoa está sofrendo, a lógica sai pela janela e tentamos primeiro corrigir a falta “moral” da situação, fazer as pessoas se sentirem melhor, e mediar a situação (F) e depois avaliar os fatos (T).

Última dica, tenta diferenciar pela função inferior. Sendo beeeemmm simplista e tosco, quando está sob stress, tende a a perder a barreira de proteção e chorar e expressar via Fe, sem poder se controlar ou tende a ficar super sério e virar o sargento dono da verdade e dar duras lições de moral na pessoa?

Ti não se preocupa tanto com a conduta moral de si mesmo ou das outras pessoas, Fi praticamente só se preocupa com isso. Se para você a conduta moral é algo “imutável”, é preto ou branco/certo ou errado, Fi. Se achar que é mais caso a caso, depende da situação, Ti.

Não é questão de quais tópicos gosta mais ou faculdade que lhe atraí, e sim onde que foca sua atenção diariamente, a maior parte do tempo e a toda hora.

Se anda pela rua avaliando e julgando se as pessoas estão vivendo de acordo com o que dizem que são, se tem uma conduta moral “correta” e fica fora de si quando não, Fi.

Se anda na rua pensando no que quer pensar no momento ou o tema que te atrai no momento e nem nota o que outras pessoas a sua volta estão ou não fazendo porque não te interessa ou “não é da sua conta”, Ti.

Quer ver outras comparações interessantes? Obviamente!

Anúncios

Deixe uma resposta

Powered by WordPress.com. Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: