Anúncios

Qual meu tipo? – Passo 4: Terciária

Se você chegou até aqui, parabéns!

Se tudo deu certo, já sabemos seu eixo dominante-inferior e sua auxiliar. Sendo assim já sabemos seu tipo com certeza dentre os 16 disponíveis.

Caso ainda esteja em dúvida, vamos tentar eliminar de uma vez por todas qual sua auxilar através da terciária.

A função terciária é a oposta tanto em natureza (Percepção X Julgamento) quando em orientação (Introvertida X Extrovertida) da auxiliar.

A função terciária para cada tipo:

Eixo Ni auxiliar-Se terciária

Eixo Si auxiliar-Ne terciária

Eixo Fi auxiliar-Te terciária

eixo Ti auxiliar-Fe terciária

Eixo Ne auxiliar-Si terciária

eixo Se auxiliar-Ni terciária

Eixo Fe auxiliar-Ti terciária

eixo Te auxiliar-Fi terciária

Objetivo:

O objetivo aqui é decidir qual a sua auxiliar caso esteja em dúvida, descobrindo qual terciária se identifica melhor contigo. Uma vez que cada auxilar só pode ter uma terciária específica.

Se já descobriu seu tipo, eixo dominante-inferior e auxilar, leia o texto da sua terciária especificamente para aprofundar os estudos.

A função terciária produz grande parte da variação entre indivíduos do mesmo tipo porque é freqüentemente usada de forma muito inconsistente devido à sua posição mais baixa na pilha.

Os comportamentos terciários são susceptíveis de contradizer as descrições do tipo genérico, e a forma como a função se manifesta depende em grande parte do nível de desenvolvimento psicológico e emocional de uma pessoa. Não há muita literatura oficial sobre funções terciárias especificamente, então tomei a liberdade de juntar os detalhes de especialistas com minhas próprias extrapolações/pesquisa.

Uma vez que a função terciária é oposta ao auxiliar, ela serve como um controle sobre algumas das fraquezas ou excessos do funcionamento auxiliar. No entanto, uma vez que a função terciária é muito menor na pilha, e é frequentemente usada com pouca consciência, produzindo resultados pobres ou mistos, geralmente sob a forma de comportamento infantil ou imaturo.

As pessoas que desenvolveram e integraram com sucesso a função auxiliar tendem a usar a função terciária de forma mais adequada por causa da possibilidade de reduzir o atrito entre as duas funções opostas; Eles são capazes de considerar e pesar informações de ambas as funções e tomar melhores decisões.

As pessoas que têm uma função auxiliar pouco desenvolvida tendem a usar a função terciária mais como um mecanismo de defesa inconsciente, criando inconscientemente um estado de mente autoprotetor que às vezes é referido como uma tentação de loop ou terciária .

Quando as pessoas dependem muito da função dominante e não conseguem desenvolver bem a função auxiliar, a dominante produz muita tensão na mente por reprimir a função inferior muito severamente. Dessa forma, a função dominante fica muito propensa à fadiga, abrindo espaço para a função inferior manifestar o comportamento de aderência, que é um estado potencialmente ameaçador.

Uma maneira possível para uma pessoa lidar com essa ameaça é incorporar inconscientemente a ajuda e a proteção da função terciária. Ao fazer isso, essa pessoa pode 1) justificar não ouvir a função auxiliar mesmo que suas mensagens falem cada vez mais alto, e 2) construir uma defesa frágil contra as funções auxiliares e inferiores, criando limites mais rígidos em torno do self.

O Loop Extrovertido

Quando os extrovertidos são muito unilaterais no uso do par dominante-inferior, eles começarão a ter problemas no mundo externo os quais a função dominante não pode lidar ou se adaptar. Isso produz tensão mental e, em seguida, os impulsos inconscientes da função inferior começarão a pressionar por um melhor equilíbrio psicológico. No entanto, essas mensagens distorcidas da função inferior interrompem a autoimagem que a função dominante construiu.

Para preservá-la, os extrovertidos utilizarão a função terciária como a primeira linha de defesa. Uma vez que também é extrovertida, a perspectiva terciária permite que a função dominante continue com seus comportamentos problemáticos, olhando para fora e culpando os outros ou o mundo por seus problemas em vez de olhar para dentro.

Os extrovertidos em um loop essencialmente redobram seus comportamentos problemáticos extrovertidos até que a vida inevitavelmente se torne incontrolável. Em última análise, a única maneira de sair deste loop é ouvir os conselhos da função auxiliar  introvertidapara retroceder, reagrupar e refletir sobre as decisões com mais cuidado.

O Loop Introvertido

Quando os introvertidos são muito unilaterais no uso de seu par dominante-inferior, eles começarão sentir-se desconectados do mundo exterior e incapazes de alcançar seus objetivos.

Isso produz tensão mental e, em seguida, os impulsos inconscientes da função inferior começarão a pressionar por um melhor equilíbrio psicológico.

No entanto, essas mensagens distorcidas da função inferior interrompem a autoimagem que a função dominante construiu. Para preservá-la,, os introvertidos utilizarão a função terciária como a primeira linha de defesa.

Uma vez que também é introvertida, a perspectiva terciária permite que a função dominante continue com seus comportamentos isoláveis ​​problemáticos, culpando o mundo exterior por não acomodar a natureza introvertida de alguém, em vez de considerar como alguém está criando ou perpetuando a desconexão em primeiro lugar.

Os introvertidos em um loop essencialmente se retiram cada vez mais no seu mundo interior, formando crenças/interpretações problemáticas sobre o mundo externo e causando cada vez mais problemas para si mesmos. Em última análise, a única maneira de sair deste loop é ouvir o conselho da função auxiliar extrovertida para engajar-se e conectar-se de forma mais apropriada com o mundo externo.

Quando uma pessoa primeiro entra em um loop, eles se sentirão um pouco mais estáveis ​​e confiantes porque estão usando a função terciária para o que eles percebem como um efeito positivo, sentindo-se “liberados” do fardo do desenvolvimento auxiliar.

No entanto, a realidade é que eles estão (inconscientemente) fechando os olhos para seus problemas, inventando desculpas para fraquezas e erros, e racionalizando comentários negativos e críticas. Fazer isso por um longo período de tempo inevitavelmente produzirá mais e mais problemas na vida.

Vai tornar-se cada vez mais difícil enfrentar essas duras realidades e, em algum momento, os problemas da vida se intrometerão com mais força, o que pode facilmente empurrar uma pessoa para o limite em episódios da grip da função inferior.

Dinâmica Terciária

A função terciária geralmente se torna mais ativa à medida que uma pessoa entra na idade adulta jovem, portanto, geralmente não é possível ter uma função terciária bem desenvolvida até meados da idade adulta, e o desenvolvimento ativo da função geralmente produz alguns bons ajustes de personalidade.

A pessoa mediana usa a função terciária de uma maneira exagerada, dependendo das circunstâncias, com uma tendência a abusar quando está sob estresse. As pessoas que estão em um loop tendem a ser excessivamente confiantes sobre o quão bem elas podem usá-lo porque não conseguem se ver de maneira realista (baixa autoconsciência).

Embora existam aspectos positivos para o uso da função terciária, para fins de tipificação, é mais fácil detectar padrões do Loop negativo.

As tendências do Loop defensivo descritas abaixo apresentam algumas características comuns, mas nem todas elas se aplicam a um único indivíduo, dependendo da gravidade do Loop e do desenvolvimento de suas funções auxiliares.

Uma vez que a função terciária não se manifesta de forma consistente em indivíduos e não há muita literatura oficial sobre isso, é difícil descrever em detalhes. Aqui estão as notas baseadas na minha pesquisa (atualizada periodicamente conforme necessário):

Se Terciária (ENTJ / ENFJ)

Se saudável

  • Flexível e adaptável, ajusta-se facilmente aos planos e mudanças na realidade;
  • Cultiva a apreciação de atividades estéticas ou físicas;
  • Abertos e dispostos a explorar novas experiências;
  • Valoriza as coisas como estão no presente;
  • Confiam na vida e no processo de aprendizagem e descoberta (ou seja, não estão apenas focados em resultados ou consequências futuras);
  • Mais aceitação de ambiguidade e incerteza;
  • Mais honesto sobre suas próprias habilidades, fraquezas e limitações.

Resistindo ao desenvolvimento da Se

  • Teimoso, crítico, cínico ou insatisfeito;
  • Arrogante, esnobe ou excessivamente focado nas deficiências dos outros ou da sociedade em geral;
  • Dogmático e se recusa a reconhecer fatos que contradizem suas próprias ideias;
  • Tendência a considerar o puro prazer físico ou interesses “convencionais” como superficiais ou simples.

Tendências do Loop Defensivo

  • Mentalmente inflexível e não consegue entender as pessoas/situações com qualquer nuance;
  • Apega-se facilmente a evidências superficiais ou justificativas para crenças problemáticas ou ações duras;
  • Racionaliza tomando o caminho de menor resistência;
  • Tende a acreditar que o fim justifica os meios;
  • Emocionalmente volátil e altamente reativo a retrocessos ou feedback negativo;
  • Propenso a sentir-se falsamente vitimado;
  • Impulsivo, míope, propenso a erros;
  • Encobre os erros ao invés de admití-los;
  • Tendência a ser ciumento ou invejoso;
  • Excessivamente competitivo, muitas vezes usando comparação social para adotar padrões extremos de sucesso, conquista ou inteligência;
  • Separa a vida privada da pessoa pública;
  • Exagera em prazeres sensoriais para liberar emoções;
  • Teimoso e combativo, agressivo na defesa de crenças e valores com a intenção inconsciente de reprimir sentimentos de incerteza ou insegurança.

Dinâmica do Loop Te-Se

  • Procura seletivamente evidências a favor de sua busca por metas/objetivos ou para justificar as ideias ou métodos próprios como sendo intelectualmente superiores mas não conseguem entender o significado mais profundo e as implicações morais de suas ações, resultando em falhas críticas, acumulando assim subjacente ansiedade em ser fracassado espiritualmente e socialmente incompetente.

Dinâmica do Loop Fe-Se

  • Procura seletivamente evidências em apoio aos julgamentos prórpios (sobre pessoas/relacionamentos) ou para justificar as ideias e os métodos próprios como sendo moralmente superiores mas não conseguem entender o significado e as consequências mais profundas de suas ações, resultando em (recorrentes) problemas de relacionamento que provocam ansiedades subjacentes sobre ser intelectualmente inepto e socialmente indigno.

Ne Terciária (ESTJ / ESFJ)

Ne saudável

  • Interessado em novas ideias e potencial de desenvolvimento;
  • Abertos e dispostos a explorar novas experiências;
  • Mais focado na melhoria pessoal e no progresso da vida;
  • Disposto a abandonar as influências ou hábitos negativos do passado;
  • Aberto a procurar ajuda e encontrar soluções criativas para os problemas;
  • Melhor se adapta a ambiguidades, desconhecimento ou incerteza;
  • Honesto sobre suas próprias habilidades ou limitações;
  • Interessados ​​em atividades criativas que não necessariamente têm resultados tangíveis ou valor prático

Resistindo ao desenvolvimento da Ne

  • Inflexível e fechado;
  • Resiste a novas ideias e não pode se adaptar bem a mudanças ou eventos imprevisíveis;
  • Excessivamente convencional em pensamento e julgamento e não pode aceitar novas formas de fazer ou resolver problemas;
  • Excessivamente preocupado com o status social ou parecer “apropriado” em público;
  • Tendência a desprezar a espontaneidade ou a expressão criativa nos outros

Tendências do loop defensivo

  • Impulsivo, não focado, ineficaz;
  • Incapaz de priorizar e planejar bem;
  • Faz julgamentos simplistas ou toma ação precipitada sem considerar cuidadosamente as necessidades e prioridades de cada pessoa envolvida;
  • Não consegue sentir-se realmente satisfeito com qualquer ação ou resultado;
  • Tende a ser irracionalmente suspeito quanto às intenções das pessoas;
  • Propenso a imaginar ou a esperar o pior;
  • Atraídos para possibilidades arriscadas ou perigosas por sentirem-se insatisfeitos;
  • Muitas vezes sente-se inapropriado ou subvalorizado;
  • Não consegue admitir erros ou enfrentar falhas, pedir desculpas e evita a crítica;
  • Tenta manter um senso de controle sobre relacionamentos/situações com a intenção inconsciente de reprimir sentimentos de insegurança ou insatisfação

Dinâmica do loop Te-Ne

  • Facilmente conduzido por verdades intuitivas subconscientes e irracionais, lidando com problemas percebidos através de microgerenciamento, mas falta o foco apropriado e atenção metódica aos detalhes, resultando em erros que reforçam os temores subjacentes sobre serem expostos como fracos ou incompetentes

Dinâmica do loop Fe-Ne

  • Facilmente conduzido por percepções intuitivas subconscientes e irracionais gerando problemas de relacionamento e lidando com eles através de microgerenciamento, mas falta o foco apropriado e atenção aos detalhes e às necessidades de todos (incluindo a própria), resultando em consequências não intencionais ou conflitos interpessoais que provocam temores subjacentes sobre ser julgado indigno de respeito e aceitação

Te Terciária (ESFP / ENFP)

Te saudável

  • Responsável, orientado a metas, focado, organizado, eficiente;
  • Destaca-se na resolução criativa de problemas e procura a melhor maneira de alcançar bons resultados;
  • Valoriza independência, motivação, mérito, ambição, persistência, impulso e trabalho árduo;
  • Procura utilizar habilidades em toda sua extensão, muitas vezes para ajudar a os outros;
  • Define bons objetivos para um auto-desenvolvimento saudável

Resistindo ao desenvolvimento da Te

  • Dificuldade em tomar decisões/planos firmes;
  • Excessiva necessidade de liberdade, e resistência às regras/restrições;
  • Autoabsorvido e busca gratificação instantânea;
  • Tendência ao escapismo, evita assumir a responsabilidade, muitas vezes repetindo erros;
  • Tende a ser excessivamente dependente dos outros para resolver problemas ou limpar a “bagunça”;
  • Não pode lidar bem com as críticas ou lidar com falhas pessoais e deficiências

Tendências do loop defensivo

  • Muito teimoso e resistente ao aconselhamento/influência externa;
  • Enterra sentimentos negativos sob uma ação justa e racional “competente”;
  • Reprime ou evita avisos internos de perigo ou insatisfação;
  • Projeta suas próprias inadequações, julgando injustamente os outros como insuportáveis, fracos, incompetentes, hipersensíveis ou inferiores;
  • Muitas vezes implacável, mostra uma má compreensão do sofrimento ou das dificuldades de outras pessoas;
  • Falta consistência moral e sacrifica integridade pessoal para ganhos superficiais imediatos;
  • Sempre vai pelo caminho mais fácil em vez do caminho certo;
  • Quando sente-se ameaçado torna-se argumentativo, dominador, arrogante, cáustico, ciumento, invejoso ou territorial;
  • Exige acordo mas ignora aqueles que discordam;
  • Age precipitadamente ou agressivamente com a intenção inconsciente de reprimir sentimentos de infelicidade ou baixa autoestima

Dinâmica do loop Se-Te

  • Muito impaciente para manter feedback contínuo e positivo ao seu ambiente, agindo muitas vezes através da perseguição de alguma forma de reconhecimento ou sucesso mundano, e não consegue entender o que realmente valoriza e quer da vida ou como contribuir para o mundo, resultando em dúvida de si mesmo, inseguranças sobre ser superficial, chato, inautêntico, sem propósito ou insignificante

Dinâmica do loop Ne-Te

  • Muito impaciente para usar qualquer meio disponível para se sentir bem sobre si mesmo, focando assim na busca de ideias que percebe que levará ao “sucesso” imediato, e não consegue entender a verdadeira natureza das necessidades de desenvolvimento e os métodos adequados, resultando em auto-dúvida, inseguranças sobre ser superficial, convencional, inautêntico ou preso em uma rotina infinita

Fe Terciária (ESTP / ENTP)

Fe saudável

  • Quente, pensativo, responsável, consideração pelos outros;
  • Entende as necessidades dos outros e como cuidar deles;
  • Prioriza relacionamentos e valoriza intimidade/afeto;
  • Goza de trabalho cooperativo ou atividades em grupo;
  • Resolve problemas interpessoais com paciência e empatia;
  • Preocupado com a forma como as ações afetam os outros ou a sociedade em geral

Resistindo ao desenvolvimento da Fe

  • Necessidade excessiva de independência até o ponto de negligenciar/ignorar as necessidades dos outros;
  • Incapaz de priorizar relacionamentos ou acomodar pessoas quando necessário;
  • Medo do compromisso;
  • Não pode assumir a responsabilidade por erros ou ações prejudiciais;
  • Descuidado ou insensível com os sentimentos de outras pessoas;
  • Fora de contato com os próprios sentimentos, vê a vulnerabilidade emocional ou sensibilidade como uma responsabilidade ou fraqueza;
  • Se recusa a reconhecer as perspectivas daqueles que discordam;
  • Propenso a indiferença, arrogância, condescendência

Tendências do loop defensivo

  • Precisa estar em constante acordo com as pessoas, mas não pode lidar com o desacordo direto;
  • Muito reativo à crítica ou feedback negativo, e não consegue admitir estar profundamente afetado;
  • Muitas vezes usa o humor para desviar a crítica e afastar a necessidade de auto-reflexão (assim não consegue aprender com os erros);
  • Dificuldade em tomar decisões firmes sem fontes externas de validação;
  • Age impulsivamente por tédio ou insegurança;
  • Propenso a provocar ou estimular outros por satisfação egocêntrica;
  • Não é apreciado pelos outros/sociedade;
  • Busca admiração dominando ou manipulando situações sociais;
  • Inconsciente de falhas ou limitações próprias;
  • Inconsciente de como seu comportamento realmente afeta os outros;
  • Define o eu através de relacionamentos, status social ou a percepção dos outros com a intenção inconsciente de evitar sentimentos de baixa autoconfiança

Dinâmica do loop Se-Fe

  • Busca compulsivamente afirmação fugaz ou reconhecimento dos outros/sociedade, muitas vezes através da exibição  de “forças” percebidas, e nunca consegue uma autoconfiança genuína por falta da capacidade de avaliar cuidadosamente o impacto e as consequências mais profundas de suas ações, resultando em sentimentos de incompetência que provocam temores de ser uma pessoa insignificante

Dinâmica do loop Ne-Fe

  • Procura compulsivamente a afirmação ou o reconhecimento dos outros/sociedade, muitas vezes através de manipulação emocional ou buscando ideias absurdas, e nunca consegue uma autoconfiança genuína por falta da capacidade de avaliar cuidadosamente quais ideias e ações realmente produzem progresso tangível, resultando em sentimentos de incompetência que provocam temores existenciais sobre o valor de tudo na vida

Si Terciária (INTP / INFP)

Si saudável

  • Prático e detalhista;
  • Capaz de aprender de forma ordenada;
  • Realista sobre pontos fortes e fracos;
  • Aprecia rotina e estabilidade na promoção da saúde física;
  • Focado, persistente em melhorar e seguir ideias/planos;
  • Aceita a responsabilidade pelas consequências de suas ações;
  • Aprende gradualmente com os erros

Resistindo ao desenvolvimento da Si

  • Impraticável e descuidado sobre os detalhes; Resistente à rotina ou consistência; Relação fraca com a saúde física; Muitas vezes desconsiderando questões práticas e preocupações; Desfocado, incapaz de aprender bem, repete erros, abandona os planos no meio do caminho; Resistente contra estrutura externa ou limitações

Tendências do loop defensivo

  • Teimoso e exigente sobre fazer as coisas de uma maneira particular (conhecida);
  • Limita-se desnecessariamente a zonas de conforto e depois fica preso;
  • Suspeito, intransigente, resistente a novas ideias;
  • Pessimista, não pode ver potencial positivo e dar bons conselhos/críticas;
  • Relação anormal com a saúde física;
  • Sente-se isolado ou mal interpretado;
  • Só percebe detalhes que confirmam sua visão de mundo;
  • Obsessões sobre eventos passados/erros;
  • Obsessão sobre detalhes insignificantes ou exagera na fantasia com a intenção inconsciente de reprimir sentimentos de ansiedade, incerteza ou inadequação

Dinâmica do loop Ti-Si

Obtém alívio emocional subconsciente usando conhecimento e as experiências passadas para explicar erros próprios ou as crenças problemáticas sobre o mundo, e não consegue fazer nenhum progresso por não conseguir ver novas possibilidades para resolver problemas recorrentes ou de longa duração, resultando em paralisia que causa receios de estar completamente isolado na própria cabeça

Dinâmica do loop Fi-Si

Obtém alívio emocional subconsciente usando conhecimento e as experiências do passado para explicar os erros próprios ou os julgamentos de valor problemáticos sobre o mundo, e não conseguem fazer nenhum progresso por não poder ver novas formas de viver a vida de forma mais autêntica, resultando em paralisia que causa receios de ser completamente inútil e inconsequente

Ni terciário (ISTP / ISFP)

Ni saudável

  • Valoriza uma compreensão mais profunda das situações;
  • Valoriza pensamento e interpretações abstratas;
  • Capacidade intuitiva mais precisa ao conectar ideias;
  • Quer propósito/direção significativo na vida;
  • Focado em trabalhar para objetivos práticos a longo prazo;
  • Interessado em perceber o potencial pessoal;
  • Dedica-se atividades criativas que não produzam necessariamente resultados tangíveis ou valor prático

Resistindo ao desenvolvimento da Ni

  • Obstinado, rebelde, irreflexivo;
  • Impulsivo, imprudente, míope;
  • Carece de nuance no julgamento, sem paciência para um pensamento mais profundo;
  • Rejeita a necessidade de planejamento cuidadoso;
  • Despreza pessoas que aconselham/valorizam o autocontrole ou a preocupação com as consequências a longo prazo

Tendências do loop defensivo

  • Desconfiança das pessoas e da vida em geral, não consegue ter fé em ninguém ou em qualquer coisa (mas quer);
  • Paranóico sobre ser restringido ou controlado por forças externas;
  • Passivo, negativo, pessimisto, cínico;
  • Autodestrutivo, sente como se nada corresponda às expectativas, ao mesmo tempo em que não percebe que as expectativas irrazoáveis é o problema;
  • Não consegue assumir a responsabilidade ou reconhecer o estado pobre de sua vida;
  • Neurose sobre erros do passado ou resultados futuros ruins, sem fazer nada para melhorar a situação atual;
  • Super analisa situações causando efeitos negativos;
  • Parece um lobo solitário, incapaz de se encaixar, percebe-se como incompreendido ou não apreciado;
  • Persegue opções de estilo de vida “alternativas”, antisociais ou improdutivas para expressar uma individualidade imatura;
  • Acredita em sinais “místicos” aleatórios que realmente não existem;
  • Ignora os fatos simples com pressupostos preconcebidos com a intenção inconsciente de reprimir a extrema necessidade de mudança e crescimento

Dinâmica do loop Ti-Ni

  • Só vê os aspectos superficiais de uma situação e usa essa perspectiva simplista para justificar crenças problemáticas ou escolhas ruins, e em última análise, não consegue encontrar nenhum ponto, propósito ou significado em qualquer experiência por não ter como verificar corretamente sua visão de mundo, resultando em sentimentos niilistas que provocam temores de estarem perpetuamente sozinhos em um mundo implacável

Dinâmica do loop Fi-Ni

  • Só vê os aspectos superficiais de uma situação e usa essa perspectiva simplista para justificar valores problemáticos ou escolhas ruins, e nunca pode encontrar uma direção significativa na vida por não ter como verificar o valor de seu sistema de valores, resultando em padrões de pensamento autodestrutivos que estimulam o medo de ser uma causa irremediavelmente perdida, que nunca contribui com qualquer valor para o mundo

Ti Terciário (ISFJ / INFJ)

Ti saudável

  • Valoriza pensamento e ação independentes;
  • Analisa situações criticamente e pacientemente;
  • Responsável por falhas ou erros pessoais;
  • Aceita bem feedback e críticas;
  • Procura desenvolver conhecimento sistemático, objetivo e confiável sobre situações;
  • Confortável sendo assertivo e falando o que pensa;
  • Compreensão clara das responsabilidades do relacionamento e estabelece limites apropriados entre si e os outros

Resistir ao desenvolvimento da Ti

  • Evita a autoanálise crítica, não pode aceitar críticas;
  • Racionaliza falhas ou erros;
  • Indecente quando confrontado com dilemas morais;
  • Evita conhecimentos ou experiências que provocam desconforto ou insegurança;
  • Não exerce auto-cuidado adequado;
  • Comportamento passivo, errático, irracional, martírio ou hipócrita em relacionamentos próximos;
  • Não pode definir limites saudáveis ​​nas relações;
  • Demasiado dependente das percepções/julgamentos de outros para autoestima ou direção moral

Tendências do loop defensivo

  • Teimoso, não consegue admitir estar errado ou mudar ideias defeituosas;
  • Falta de empatia, e ainda acredita-se bom e empático;
  • Só vê os outros através da lente de seus próprios medos e inseguranças;
  • Negativo, amargo e cínico sobre a sociedade;
  • Facilmente ameaçado pelo compromisso social ou pela intimidade relacional;
  • Facilmente ameaçado pela emoção ou sentimentalismo;
  • Quer bons relacionamentos, mas não pode desenvolvê-los, portanto tenta negar essa necessidade;
  • Espera muito das pessoas;
  • Se recusa a ouvir conselhos ou perspectivas alternativas, só aceita pessoas se concordarem;
  • Crítico, arrogante, condescendente;
  • Projeta inadequações pessoais nos outros para evitar confrontá-las em si mesmo;
  • Argumentativo, propenso a retortas verbais contundentes ou a mostrar conhecimento para sentir-se superior e encobrir a insegurança;
  • Manipula subconscientemente as emoções das pessoas ou as situações sociais para alcançar o conforto pessoal;
  • Tenta racionalizar escolhas/comportamentos problemáticos com a intenção inconsciente de reprimir ou negar inseguranças profundas ou problemas emocionais

Dinâmica do loop Si-Ti

  • Desenvolve enraizamentos na “lógica” para evitar confrontar inseguranças e justificar permanecer dentro de zonas de conforto excessivamente estreitas.
  • Sofre de solidão/infelicidade crônica por incompetência social ou tentando negar a necessidade de aceitação social, resultando em sentimentos de alienação ou inadequação que provocam medos sobre a falta de coisas interessantes/importantes na vida

Dinâmica do loop Ni-Ti

  • Compacta lógica complexa para evitar confrontar inseguranças e justificar suposições problemáticas sobre pessoas/sociedade/vida.
  • Sofre de solidão/infelicidade crônica por incompetência social ou tenta negar a necessidade de aceitação social, resultando em sentimentos de alienação ou inadequação que provocam medos sobre a incapacidade de contribuir com os talentos para melhorar a sociedade

Terciário Fi (ISTJ / INTJ)

Fi saudável

  • Atencioso, leal, empático, aprecia as diferenças individuais;
  • Aceitação da vida emocional e vulnerabilidade nos relacionamentos;
  • Valoriza estar em contato com sentimentos e emoções;
  • Valoriza limites morais e comportamento ético;
  • Útil para resolver problemas para as pessoas;
  • Deseja relacionamentos mais profundos e mais significativos com as pessoas;
  • Capaz de comprometer, equilibrar as necessidades privadas com os deveres de relacionamento;
  • Procura caminhos saudáveis ​​para auto-expressão autêntica/criativa

Resistindo ao desenvolvimento da Fi

  • Falta paixão e autoconhecimento;
  • Desatento ao bem-estar e às necessidades emocionais de si e dos outros;
  • Insensível, descarta os sentimentos e experiências daqueles que discordam ou parecem diferentes;
  • Projeta e julga, usa padrões severos para criticar ou controlar;
  • Acredita que as pessoas/relacionamentos raramente atendem às expectativas sem perceber que as expectativas são muito rigorosas;
  • Resistente à vida emocional, incapaz de processar as emoções negativas, reprime os sentimentos se se isso levar a conclusão da meta;
  • Carece de integridade moral, disposto a fazer o que for necessário para alcançar metas;
  • Superproteção da vida privada

Tendências do loop defensivo

  • Muitas vezes conduzidopor emoções negativas inconscientes, mas não consegue admitir isso;
  • Facilmente ferido por críticas, mas ainda não está disposto a reconhecer que está ferido;
  • Usa um raciocínio moral defeituoso para justificar crenças problemáticas ou comportamento áspero/extremo;
  • Facilmente confundido ou dominado por turbulências internas ou questões emocionais inconscientes que resultam da indecisão, do fracasso ou dos objetivos frustrados;
  • Luta com sentimentos de desamparo ou fraqueza;
  • Incapaz de identificar a causa real de seus problemas, erros ou falhas;
  • Não quer ver como as crenças próprias levam ao fracasso;
  • Sempre que necessário, trata sentimentos/julgamentos morais subjetivos como fatos imutáveis ​​sobre “como o mundo funciona” com a intenção inconsciente de se distanciar de sentimentos de incompetência ou impotência

Dinâmica do loop Si-Fi

  • Reprime as emoções negativas não resolvidas e transforma-as em julgamentos morais problemáticos e imutáveis ​​sobre o mundo, no entanto, acaba sendo assombrada pela turbulência quando as crenças morais produzem continuamente resultados ruins, resultando em ruminação ansiosa que causa receios de não ser capaz de viver a vida com a devida confiança e habilidade

Dinâmica do loop Ni-Fi

  • Reprime as emoções negativas não resolvidas e transforma-as em edictos morais problemáticos e intransigentes sobre como viver a vida no mundo, no entanto, acabam sendo assombrados pela turbulência quando as crenças morais produzem continuamente resultados ruins, resultando em incerteza/confusão causando receios de nunca tornar-se a melhor e mais competente versão de si mesmo

Enfim…

Quando as pessoas não desenvolvem a função auxiliar e, em seguida, usam a função terciária defensivamente, podem inconscientemente justificar continuar com comportamentos negativos/não saudáveis.

A função terciária te acalma com complacência ao dizer que você não precisa mudar e fornece justificativa para ignorar as consequências de suas ações.

Portanto, aprender a usar a função auxiliar e a terciária juntas de forma adequada se trata realmente sobre domar seus conflitos internos e assumir a responsabilidade por suas escolhas.

Se você sofre de loop, você deve trabalhar no desenvolvimento de sua função auxiliar ou então não poderá aprender a usar a função terciária de forma madura.

Ufa! Se sobreviveu até aqui. Agora deve ter apenas um único tipo que se identificou.

Então de posse da sua lista de quatro funções, dominante, auxiliar, terciária e inferior, vá para o gabarito e descubra tudo sobre seu tipo. Parabéns!!! Link: GABARITO

Anúncios

Deixe uma resposta

Powered by WordPress.com. Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: