Qual meu tipo? – Passo 1: Dominante

Publicado por

Essa é uma série baseada no conteúdo do MBTI-Notes.

Vasculhei ele completamente, fui separando o conteúdo e montando num todo todo coerente para se tornar esse guia de tipificação avançado. Espero que gostem e descubram seu tipo.

Então se quiserem ver o original que merece todos os créditos esse é o link: MBTI Notes

A função Dominante

A função dominante é a função com a qual você confia mais freqüentemente para navegar no mundo e a qual reage e forma mais rápida. Ela fornece a base para o seu senso de identidade, ajudando-o a definir seus objetivos e desejos na vida e o que você precisa para se sentir satisfeito.

Isso significa que, quando você usa a função dominante bem e com bons resultados, você sentirá como se estivesse sendo seu melhor, mas quando você não usa a função dominante bem, é provável que você experimente dissonância cognitiva, emoções negativas ou sentir como se você não estivesse sendo o melhor que você é e agindo da melhor forma possível, como entende que seja.

As pessoas que não usam sua função dominante muito bem, muitas vezes sofrem baixa autoconsciência em termos de não entender quem realmente são, o que realmente precisam ou querem na vida.

A função dominante para cada tipo:

  • ISTJ / ISFJ: Percepção Introvertida (Si)
  • INTJ / INFJ: Intuição Introvertida (Ni)
  • ISTP / INTP: Pensamento Introvertido (Ti)
  • ISFP / INFP: Sentimento Introvertido (Fi)
  • ESTP / ESFP: Percepção Extrovertida (Se)
  • ENTP / ENFP: Intuição Extrovertida (Ne)
  • ESTJ / ENTJ: Pensamento Extrovertido (Te)
  • ESFJ / ENFJ: Sentimento Extrovertido (Fe)

Uma boa maneira de identificar a função dominante é observar-se quando você enfrenta uma nova situação ou quando você encontrar leves problemas. Situações novas ou desafiadoras tendem a desorientá-lo e você alcançará a “ferramenta cognitiva” mais fácil ou “mais à mão” para reorientar-se.

A função dominante é aquela que você usa com mais facilidade e conforto, por isso é geralmente a primeira escolha.

Ao se tipificar, concentre-se mais na cognição do que no comportamento.

Duas funções cognitivas diferentes podem produzir comportamentos aparentemente semelhantes na superfície, mas a razão subjacente ou a motivação para o comportamento serão diferentes, portanto, apenas a análise dos traços comportamentais de nível superficial geralmente não é suficiente ou pode ser até mesmo enganosa.

A pergunta a fazer-se não é “O que eu faço?”, Mas sim “POR QUE eu fiz isso?”

Por exemplo, digamos que, ao conhecer uma nova situação, você tende a reter, então a pergunta a fazer é por quê?

Qual função cognitiva o motiva a comportar-se assim?

Não escolha apenas alguns comportamentos aleatórios aqui e ali, antes, tente observar padrões abrangentes em como você pensa/se comporta ao longo do tempo e descobra por que esses padrões existem.

 Para determinar se Se é sua função dominante, pergunte-se sobre como você reage às situações:

  • Seu primeiro instinto é mergulhar de cabeça para ver o que acontece?
  • Você costuma sentir o desejo de “se juntar aos eventos” e fazer parte de algo interessante que está acontecendo?
  • Você adora experimentar coisas novas e divertidas, ser interativo e obter experiência em primeira mão e concretamente no momento presente?
  • Você é capaz de lidar com confiança e suavidade com uma atividade ou situação interessante/desafiadora?
  • Você às vezes se sente indeciso porque teme que decidir prematuramente significa perder outras coisas que possam ser mais interessantes?
  • Você se sente facilmente mal quando não consegue aprender algo rapidamente ou resolver um problema imediatamente?
  • Você fica facilmente impaciente quando as situações/pessoas parecem muito chatas, negativas, repetitivas, tensas, excessivas ou convencionais?
  • Em suma: Percepção Extrovertida ou Se busca feedback imediato através da participação/interação direta com o mundo para se adaptar rapidamente a condições sensoriais novas ou em mudança

Se identificou com essas perguntas? Separe este link: Percepção Extrovertida (Se)

Para determinar se Si é a sua função dominante, pergunte-se sobre como você reage às situações:

  • Você tende a pausar ou hesitar e tentar descobrir se você já experimentou algo assim antes, escaneando algum objeto, buscando por algum detalhe ou sentimento familiar?
  • Você tende a notar pequenas mudanças em termos de como os detalhes se comparam às suas experiências passadas?
  • Você prefere usar métodos/procedimentos já conhecidos ou bem estabelecidos para lidar com problemas?
  • Você se sente facilmente sobrecarregado ou ansioso quando confrontado com uma situação completamente nova que nunca experimentou antes?
  • Você fica facilmente perturbado quando as pessoas/situações não se comportam como você espera ou se vê forçado a improvisar sem orientação suficiente ou regras a seguir?
  • Em suma: Percepção Introvertida ou Si procura dados sensoriais familiares ou pessoalmente relevantes para se estabilizar ou se aterrar em novas situações, mantendo assim uma sensação de estabilidade/segurança

Se identificou com essas perguntas? Separe este link: Percepção Introvertida (Si)

Para determinar se Fe é a sua função dominante, pergunte-se sobre como você reage às situações:

  • Você sente o desejo de garantir que todos se sintam bem ou se entendam?
  • Você sente que mede naturalmente a “temperatura” ou “atmosfera” social ou emocional de uma sala assim que você entra?
  • Você gosta do sentimento de cooperação ou quando as pessoas trabalham juntas com muita calma e satisfação?
  • Você gosta de estabelecer um senso de comunidade ou de pertencer aos grupos?
  • Você tem um senso natural de quais funções sociais as pessoas ocupam e esperam que todos honrem seus papéis?
  • Você se sente muito desconfortável quando outros parecem insatisfeitos, infelizes ou expressam negatividade, especialmente se é direcionada à você especificamente?
  • Você tem dificuldade em lidar com críticas das pessoas, muitas vezes porque o seu primeiro pensamento é que elas não gostam/aceitam você?
  • Você instintivamente deseja suavizar os conflitos interpessoais, às vezes até sente o desejo de corrigir os comportamentos das pessoas para ser mais “apropriado” ou “harmonioso” (mesmo quando o problema não lhe envolve)?
  • Você sente desconforto quando as pessoas parecem muito desconsideradas, distantes, não cooperativas ou não são gratas?
  • Em suma: Sentimento Extrovertido ou Fe procura conexão com outros através da construção de comunicações, intimidade, comunidade, cooperação ou um senso de harmonia interpessoal

Se identificou com essas perguntas? Separe este link: Sentimento Extrovertido (Fe)

Para determinar se a Fi é a sua função dominante, pergunte a si mesmo como você reage às situações:

  • É muito importante para você “permanecer fiel à si mesmo”, não importa o que está acontecendo ao redor?
  • Você tende a ser sensível ao conflito ou à intrusão sobre suas crenças/limites morais?
  • Você se sente bastante incomodado, ressentido ou internamente conflituoso quando as pessoas agem de forma que você não concorda?
  • Você é opinativo e com bastante frequência discorda fortemente das coisas que as pessoas fazem/dizem?
  • Você costuma “saber” quando uma ação está correta ou errada, sem necessidade de explicar ou justificar?
  • Você presta atenção se os indivíduos são tratados de forma justa e podem se expressar livremente?
  • Você tem uma forte sensação de querer uma justiça adequada quando “erros” são cometidos?
  • Você precisa de um certo grau de privacidade para a reflexão (sobre sentimentos/desejos) e desagrada-lhe intensamente situações que até mesmo de leve infringem o espaço pessoal dos outros, e então sente um forte desejo de defender ou protestar?
  • Em suma: Sentimento Introvertido ou Fi procura refletir sobre experiências pessoais para estabelecer um conjunto de valores e limites morais para avaliar o que é bom ou ruim, certo ou errado para si mesmo e, por extensão, outras pessoas

Se identificou com essas perguntas? Separe este link: Sentimento Introvertido (Fi)

 Para determinar se Te é a sua função dominante, pergunte-se sobre como você reage às situações:

  • Você costuma sentir que é necessário fazer um plano ou alterar/melhorar a situação constantemente?
  • Você é naturalmente motivado para tornar uma situação mais “normal”, “apropriada”, “efetiva” ou “eficiente”?
  • Ao fazer algo importante, você deseja instintivamente definir um objetivo/meta clara e tentar alcançá-los rapidamente com a menor confusão e comoção possível?
  • Você odeia a sensação de deixar um problema óbvio sem solução mesmo quando não envolve você?
  • Lhe dói ver pessoas que lutam com um problema que você poderia ajudar a resolver, mas não vão te ouvir?
  • Você se sente muito mais à vontade quando o meio é ordenado e tudo está em seu legítimo lugar e todos aderem aos seus próprios papéis/responsabilidades?
  • Você sente desconforto quando vê sinais de incompetência em você ou em outros, sentindo uma forte vontade de corrigir as pessoas quando cometem erros?
  • Em suma: Pensamento Extrovertido ou Te procura aproveitar ao máximo as regras e os padrões do mundo/sistema, a fim de resolver problemas ou cumprir metas e tarefas de forma mais eficiente e eficaz possível

Se identificou com essas perguntas? Separe este link: Pensamento Extrovertido (Te)

Para determinar se Ti é a sua função dominante, pergunte-se sobre como você reage às situações:

  • Você quer saber exatamente o que está acontecendo e como/por que isso está acontecendo?
  • Você sente o desejo de testar os limites (sociais) apenas para ver se seus cálculos estão corretos?
  • Você gosta de ter seu tempo livre para descobrir exatamente o que causou um evento, comportamento ou problema?
  • Você está naturalmente focado em questões críticas e quer resolver problemas ou deficiências (em seu próprio processo de pensamento)?
  • Você gosta de analisar um problema para encontrar uma solução elegante/criativa?
  • Você gosta pacientemente de construir conhecimentos/habilidades técnicas úteis?
  • Você gosta de ter muito tempo privado para perseguir seus próprios interesses ou habilidades?
  • Você acha que é necessário analisar a partir de um distanciamento impessoal para manter a imparcialidade (e sente-se frustrado quando outros não fazem o mesmo)?
  • Você acha difícil entender a vida emocional e se sente-se desconcertado quando as pessoas tomam decisões emocionalmente?
  • Você se corrige facilmente quando se provou errado?
  • Você sente desconforto ao ouvir imprecisões ou falsidades ou o que considera informação “irrelevante”?
  • Em suma: Pensamento Introvertido ou Ti procura descobrir um conhecimento preciso, derivado da análise do que é factualmente verdadeiro ou falso, a fim de corrigir erros, problemas ou deficiências

Se identificou com essas perguntas? Separe este link: Pensamento Introvertido (Ti)

Para determinar se Ne é a sua função dominante, pergunte-se como você reage às situações:

  • Você se sente facilmente energizado por ideias ou possibilidades interessantes (para “melhorar” alguma coisa)?
  • Isso o excita para experimentar um novo caminho para o desenvolvimento?
  • Você acha que sua mente é muitas vezes cheia de ideias ou visões muito diversificadas/dispersas em busca futuro melhor?
  • Você costuma ter problemas para descobrir qual a possibilidade a se explorar primeiro porque você pode ver que todas elas poderiam ser potencialmente incríveis?
  • Você acha difícil de seguir com seus planos por causa de ser facilmente distraído por outras ideias emocionantes no meio do caminho/fluxo?
  • Você começa a se sentir mal/entediado quando falta inspiração por um longo período de tempo?
  • Você sente um forte desejo de melhorar as coisas e se sente-se facilmente frustrado quando outras pessoas não se importam em fazer mudanças ou são resistentes a experimentar novas ideias?
  • Em suma: Intuição Extrovertida ou Ne conecta detalhes diferentes para visualizar novas ideias conceituais ou possibilidades para criar mudanças, melhorias ou avanços no mundo

Se identificou com essas perguntas? Separe este link: Intuição Extrovertida (Ne)

Para determinar se Ni é a sua função dominante, pergunte a si mesmo como você reage às situações:

  • Você observa situações de um contexto abrangente e prefere focar no “grande esquema das coisas”, buscando subconscientemente padrões que possam ajudá-lo a prever o que acontecerá em seguida?
  • Você costuma se sentir bastante certo sobre os resultados futuros, às vezes sem saber por que ou tem dificuldade em explicar o porquê?
  • Você costuma achar difícil decidir o que fazer se não conseguir ver nenhum “significado mais profundo” em uma situação ou se você não consegue entender o “propósito final” ou a importância de uma ação?
  • Você facilmente perde o interesse se as pessoas/situações parecem “superficiais” ou, muitas vezes, pensa que a vida exige um significado e um propósito mais profundo?
  • Em suma: Intuição Introvertida ou Ni interpreta o significado contextual ou a importância das coisas para orientar-se para o que será verdadeiro no futuro

Se identificou com essas perguntas? Separe este link: Intuição Introvertida (Ni)

Agora, obviamente, leia todos os links que separou e depois passe para o PASSO 2.

Anúncios

Deixe uma resposta