Testemunhos: INFJ

Oi pessoal, resolvi fazer essa área de testemunhos para que através dos comentários, anônimos ou não, possamos dizer um pouco da realidade, de como é viver como cada um dos 16 tipos.

Pois as descrições são genéricas, tem muitos estereótipos, muitas coisas que na vida real não é como descrito nos sites.

E ninguém melhor para dizer e exemplificar como as características do seu tipo, ou funções, ajudam e prejudicam no dia a dia, vida, relacionamentos, carreira, etc., que a própria pessoa de cada tipo.

Assim trocamos ideias, encontramos pessoas que pensam parecido, que estão passando pelas mesmas coisas,e até, ajudamos as pessoas que tem dúvidas entre mais de um tipo a se tipificarem corretamente, ajudando ela a “se encontrar”.

A proposta é compartilhar e ajudar, não virar um muro das lamentações, portanto compartilhe informações e experiências que vão agregar valor aos demais leitores…

Então deixe seu comentário (descrição de si ou experiências pelas quais passa), anônimo ou não abaixo…

2 comentários em “Testemunhos: INFJ

  1. É uma merda ter que lidar com a ansiedade e com a sensação de não saber se as decisões estão certas. Também é muito ruim não conseguir me expressar oralmente tão bem quanto na escrita.
    Mas a pior parte é a sensação de não pertencimento que não passa e não pode ser resolvida por nada.
    Como esperam sanidade quando ninguém é são?

    Curtido por 1 pessoa

    • Tenho ansiedade social, mas tenho enfrentado ela (com o apoio de pessoas que amo) em nome dos meus sonhos e objetivos. Quando sinto que talvez alguma decisão não esteja certa, faço de tudo para analisar de todos os ângulos possíveis e me assegurar dela de alguma forma, as vezes até pedindo opinião de varias pessoas.
      Quanto a se expressar oralmente, até por causa da ansiedade social, sempre tive dificuldade e aceitei isso como parte de mim. Não deixei que isso me abalasse, e como disso enfrento isso agora com apoio de amigos e tal. Infelizmente, faz parte. Escrevo e tenho orgulho disso, assim como da coragem que vou adquirindo para me expressar pela voz também.
      E sobre não pertencimento, hmm.. Aconselho a tentar de tudo, dê uma chance para toda oportunidade que surgir e talvez você se encontre em algo. Se gosta de algo, por menor que seja, explore todas as possibilidades que envolvam aquilo. Não se sinta mal por isso, em algum momento vai acontecer de encontrar seu lugar.

      Sanidade? Bom, como vc mesmo diz, ninguém é são e nem tem porque esperar por isso. Se solte dessas amarras simplórias, enxergue o mundo de maneira ampla e veja que absolutamente tudo é possível. O mundo é muito mais do que as caixinhas que eles impuseram pra nós. Boa sorte.

      Curtido por 1 pessoa

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: